segunda-feira, 30 de maio de 2011

Mensagem do dia

Segunda-Feira, 30 de maio 2011 
Sua missão
Quanto maior é a missão que Deus quer confiar, mais difíceis precisam ser os exercícios do treinamento.
Não se perturbe: você não sabe para onde Deus o quer levar; para qual missão Ele o está preparando. Aguente firme, meu irmão! Aguente firme, minha irmã! O Senhor está treinando você. Ele está provando sua fé. Ele precisa fazer com você mais do que Ele fez com seu pai adotivo, São José.

Deus te abençoe
Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

(Trecho do livro "Combatentes na fé" de monsenhor Jonas Abib)

Formações



Vencendo as aflições

Jesus pode eliminar a sua tristeza na raiz!

Em algumas situações específicas em que duas pessoas eram condenadas à morte, na época do Império Romano, os romanos costumavam aplicar uma pena extremamente cruel. Amarravam as duas pessoas uma à outra, rosto com rosto, braço com braço, mão com mão, perna com perna, e assim por diante; depois matavam apenas uma delas e as colocavam ambas no sepulcro, amarradas. À medida que o cadáver ia se decompondo, liberava substâncias que consumiam em vida o corpo daquela que com ele estava amarrada.

Dessa maneira, podemos entender melhor a que São Paulo aludia ao dizer: "Homem infeliz que sou! Quem me livrará deste corpo que me acarreta a morte?" (Rm 7,24). Ele não falava de seu corpo físico, mas do corpo do pecado ao qual estava amarrado.

Qual aquele condenado, não temos forças para nos livrar deste corpo de pecado que nos consome; estamos de tal maneira amarrados a ele que parecemos formar um só corpo com ele, e não estamos amarrados por fora, mas por dentro, em nosso coração. Precisamos de alguém que nos desamarre e nos livre desse corpo que nos mata e que nos faz apodrecer em vida.

Os cristãos são o suave odor de Cristo, mas, quando se tem um corpo de pecado trancado no coração, o próprio coração se corrompe e começa a empestear, com o mau cheiro, o ar à sua volta. Dessa forma, em vez de ser causa de alegria e felicidade para si e para os outros, torna-se causa de sofrimento e infelicidade porque se afasta de Deus e entra em discórdia com as pessoas para defender interesses egoístas.

A verdade é que somos as primeiras vítimas desse mal; sentimo-nos tristes, abatidos e abandonados porque somos pecadores, porque, em nosso coração, vive uma lepra chamada pecado, que o insensibilizou à presença amorosa de Deus. E o pior é que não podemos fugir dele como se foge de uma pessoa desagradável; não podemos fugir, porque o pecado nos fala de dentro do nosso coração (cf. Sl 36,2); nós o levamos conosco para onde vamos.

Tenha certeza: o pecado é o motivo de sua tristeza, e só Jesus pode lhe devolver a alegria verdadeira. É necessário que o Senhor o liberte desse mal, mate essa lepra e mude seu coração corrompido em um novo coração. Toda pessoa que pensa ser impossível que seus pecados lhe sejam perdoados, entra em desespero e, com o seu desespero, torna o seu estado pior do que era antes. Então, tenha confiança em Deus!

Se você alguma vez já se sentiu perdido e, por causa de alguma coisa que fez, teve medo de cair no inferno, sentiu-se desolado e sem forças, se depois de repetidas lutas contra um mesmo pecado mais uma vez você foi vencido por ele e sentiu vontade de desistir, tenho uma ótima notícia para você: Só quem assim se sentiu pode experimentar o que é ser salvo pelo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, e este mesmo Jesus pode eliminar a sua tristeza na raiz!

(Do livro: "Vencendo Aflições – Alcançando Milagres").
Márcio Mendes
marciomendes@cancaonova.com
Missionário da Comunidade Canção Nova, formado em teologia, autor dos livros "Quando só Deus é a resposta" e "Vencendo aflições, alcançando milagres".

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=12368

Igreja necessita combater secularização, salienta Papa

Nicole Melhado
Da Redação

   
 Mediante a evolução da secularização principalmente nos países de tradição cristã, o termo “nova evangelização” refere-se a necessidade de uma nova modalidade de anúncio “para convencer o homem contemporâneo, muitas vezes distraído e indiferente”, ressaltou o Papa Bento XVI, nesta segunda-feira, 30, ao receber, na Sala Clementina do Palácio Apostólico Vaticano, os participantes da Plenário do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização.

O Santo Padre destacou que é sempre novo o anúncio da salvação doada por Cristo para fazer a humanidade participante do mistério de Deus e da Sua vida de amor e abri-la a um futuro de esperança confiável e forte.

Bento XVI salientou que neste momento da história, a “Igreja é chamada a cumprir uma nova evangelização, o que quer dizer intensificar a ação missionária para corresponder plenamente ao mandamento do Senhor”.

A crise que se experimenta, disse o Papa, traz consigo os traços da exclusão de Deus na vida das pessoas, de uma generalização da indiferença nos confrontos da mesma fé cristã, até a tentativa de marginá-la da vida pública.

“Hoje, infelizmente, se assiste ao drama da fragmentação que não consente mais uma referência unificadora; além disso, se verifica muitas vezes o fenômeno de pessoas que desejam pertencer a Igreja, mas são fortemente influenciadas por uma visão da vida em contradição com a fé”, disse o Pontífice.

O Papa ressaltou que a missão não mudou, assim como não deve mudar o entusiasmo e a coragem que moveu os Apóstolos e os primeiros discípulos. “A graça da missão sempre necessita de novos evangelizadores capazes de acolhe-la, para que o anúncio salvador da Palavra de Deus não venha a falhar, nas mutáveis condições da história”, enfatizou.

No passar dos séculos a Igreja nunca deixou de proclamar o mistério salvador da morte e ressurreição de Jesus Cristo, mas aquele mesmo anúncio, afirmou Bento XVI, precisa hoje de um renovado vigor para convencer o homem contemporâneo, muitas vezes distraído e indiferente.

“A nova evangelização, por isso, deverá encontrar formas de tornar mais eficaz o anúncio da salvação, sem o qual a existência das pessoas permanece contraditória e privada do essencial”, destacou.

Mesmo em quem permanece ligado às raízes cristã, lembrou o Papa, vive o difícil relacionamento com a modernidade. Por isso, o Santo Padre salientou que “é importante  compreender que o ser cristão não é uma espécie de roupa que se veste em situações particulares ou especiais, mas é algo vivo e abrangente, capaz de assumir tudo o que é bom nos tempos modernos”.

Se, de uma parte, a comunidade inteira é chamada a revigorar o espírito missionário para dar o anúncio novo que os homens do nosso tempo esperam, o Papa salientou que esta não poderá esquecer que o estilo dos cristãos necessita de uma genuína credibilidade.

Bento XVI recordou as palavras do Servo de Deus Papa Paulo VI, que disse que “é mediante a sua conduta, mediante a sua vida, que a Igreja evangelizará o mundo, isto é, pelo seu testemunho vivo de fidelidade ao Senhor Jesus, de pobreza e desapego, de liberdade diante dos poderes deste mundo, em uma palavra, de santidade”.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=281935

São Fernando


São Fernando Nasceu na Espanha, no ano de 1198, na família real. Fugiu daquilo que poderia perverter sua vida moral e tinha grande amor a Virgem Santíssima, pelo fato de ter ficado muito enfermo quando criança, e, através da intercessão de Nossa Senhora ele recuperou a saúde. Foi um jovem mariano e eucarístico.

Fernando descobriu sua vocação ao matrimônio e casou-se com Beatriz. Teve 13 filhos. Assumiu o reinado e não descuidou de seu povo, tratando-os como filhos, em especial os pobres.

Viveu um reinado justo marcado pela fé, caridade e esperança.

Com a saúde fragilizada aos 54 anos, pegou uma grave enfermidade, recebeu os Sacramentos e quis comungar Jesus Eucarístico de joelhos, num ato de adoração. Abraçou a cruz, aconselhou os filhos e partiu para a Glória.

São Fernando, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php


domingo, 29 de maio de 2011

Mensagem do dia

Nossa essência é o amor

Temos clara consciência de que fomos feitos para amar e ser amados, porque a nossa essência é o amor; e a fonte que a alimenta é o verdadeiro amor. 

Quanto mais nos aproximamos da fonte que alimenta a nossa vida, e esta fonte tem um nome próprio: Jesus, tanto mais livres e realizados nos tornamos, independentemente do que acontece ao nosso redor. 

Ao passo que quando nos afastamos dessa fonte caímos num profundo vazio, no nada, porque a nossa vida tem a sua origem em Deus-amor, que tem vida plena e abundante para cada um de nós.

“Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância!" (Jo 10,10)

Jesus, eu confio em Vós!

Luzia Santiago - Comunidade Canção Nova

Agenda do Grupo PTH (Pastoral Terço dos Homens) do Povoado Brinquinho

Dia: 03/06/2011-Festa do Padroeiro da comunidade Salobra-Simão Dias/SE.

Dia: 10/06/2011-Festa do Padroeiro da comunidade Bonsucesso-Simão Dias/SE.
Haverá ônibus nas respectivas datas, sairá da praça da Igreja do Brinquinho, às 18;30h.
Para maiores informações: (79) 9901-6160.

Coroação de "Nossa Senhora"

No dia 31 de maio, às 19:00h, acontecerá a celebração de Coroação de "Nossa Senhora" na Igreja do Povoado Brinquinho. Encerrando as celebrações do mês de Maria. Participe conosco desse momento de partilha da Palavra de Deus.

São Maximino


São Maximino Nasceu na França no século IV e muito cedo sentiu o chamado a vida sacerdotal.

Sucedeu Agrício e teve que combater o Arianismo, que confundia muitos cristãos.

São Maximino apoiou Santo Atanásio nessa luta, sofreu com ele, e se deparou até com o Imperador.
Bispo da Igreja, viveu seu magistério e serviço à Palavra sob ataques, mas não conseguiram matá-lo. Viveu até o ano de 349 deixando este testemunho e convocação: sermos cooperadores da verdade.

O santo de hoje é um ícone do amor a Cristo, à Igreja e à Verdade.

São Maximino, rogai por nós!

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 16,11-15

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

11Embarcamos em Trôade e navegamos diretamente para a ilha de Samotrácia. No dia seguinte, ancoramos em Neápolis, 12de onde passamos para Filipos, que é uma das principais cidades da Macedônia, e que tem direitos de colônia romana. Passamos alguns dias nessa cidade.
13No sábado, saímos além da porta da cidade para um lugar junto ao rio, onde nos parecia haver oração. Sentados, começamos a falar com as mulheres que estavam aí reunidas. 14Uma delas chamava-se Lídia; era comerciante de púrpura, da cidade de Tiatira. Lídia acreditava em Deus e escutava com atenção. O Senhor abriu o seu coração para que aceitasse as palavras de Paulo.
15Após ter sido batizada, assim como toda a sua família, ela convidou-nos: “Se vós me considerais uma fiel do Senhor, permanecei em minha casa”. E forçou-nos a aceitar.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 149)

— O Senhor ama seu povo de verdade.
— O Senhor ama seu povo de verdade.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!
— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória aos seus humildes.
— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca, eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (João 15,26–16,4a)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
15,26“Quando vier o Defensor que eu vos mandarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim.
27E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo. 16,1Eu vos disse estas coisas para que a vossa fé não seja abalada. 2Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que aquele que vos matar julgará estar prestando culto a Deus. 3Agirão assim, porque não conheceram o Pai, nem a mim. 4aEu vos digo isto, para que vos lembreis de que eu o disse, quando chegar a hora”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 28 de maio de 2011

Idosos adquirem autonomia em Goiás ao estudar informática

A tecnologia está a serviço de todos e para quem quer aprender informática não há limite de idade. Esta é a convicção do professor Sérgio Henrique de Almeida, do campus de Jataí do Instituto Federal de Goiás. Ele é responsável por uma turma do curso de formação inicial e continuada de informática básica para a terceira idade. A proposta do curso é dar autonomia e independência digital para esse público.

O curso é voltado para pessoas com idade acima dos 50 anos que nunca tiveram acesso a um computador e pertencem à comunidade externa. “Além de buscar a autonomia para essas pessoas, pretendemos acabar com estereótipos, como o de que o idoso não sabe lidar com os recursos da informática ou só quem pode dominar essa tecnologia são os jovens”, explica Carlos Cezar da Silva, gerente de pesquisa, pós-graduação e extensão do campus.

Planejado para atender inicialmente a 30 pessoas, hoje já são duas turmas de 25, graças à grande procura. O curso pode ser feito em até dois semestres. As aulas são dadas em dois encontros semanais. Cada um deles dura três horas. O tempo de aprendizagem do idoso, naturalmente mais lento, é respeitado. Daí a carga horária maior que a dos cursos convencionais: 160 horas. As pessoas da terceira idade procuram conhecer as inúmeras possibilidades que a informática oferece para enviar correio eletrônico, navegar na internet, redigir um texto ou fazer transações bancárias.

“A experiência está sendo interessante. No início, a gente ficava meio inseguro, achando que poderia danificar o computador. Hoje, nossos reflexos melhoraram, adquirimos conhecimentos e gostamos muito do curso”, resume um dos alunos, Ermínio da Silva, 49 anos.

No início do curso foi mostrado aos alunos um vídeo motivacional em que idosos de 70 e 80 anos demonstravam cada vez mais vontade de conhecer o mundo virtual. “Não existe limite de idade para se aprender alguma coisa e nunca é tarde demais”, diz o professor Sérgio Almeida.

Ana Júlia Silva de Souza
Palavras-chave: Institutos federais
Fonte: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16672

Enem oferece oportunidade para adulto concluir o ensino médio

A oportunidade de conseguir o certificado de conclusão do ensino médio, por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é oferecida a quem não teve a oportunidade de concluir o curso na forma tradicional. Portanto, cidadãos com mais de 18 anos podem fazer o exame também para obter a certificação nessa etapa do ensino. Para isso, devem indicar, no momento da inscrição, que farão as provas especificamente para conseguir o certificado.

Para fazer o Enem com esse objetivo não é necessário ter frequentado escola regular ou a educação de jovens e adultos. Basta ter 18 anos completos, como determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional — Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. O candidato à certificação fará as mesmas provas dos estudantes que buscam vaga na educação superior pública.

Desde 2009, as médias do Enem podem ser usadas para obter o certificado de conclusão da escolarização básica. Desde então, foi extinta a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no Brasil para o nível médio.

A pontuação exigida para o candidato obter o documento será definida pelas instituições certificadoras — secretarias estaduais de educação, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e centros federais de educação tecnológica (Cefets) — que firmaram acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Estão credenciadas mais de 350 instituições, com unidades em todas as 27 unidades da Federação.

A escolha da instituição certificadora, a critério do candidato, deve ser feita no momento da inscrição no Enem, pela internet. A indicação independe do local de residência. Para concluir a certificação, as instituições que firmaram o acordo de cooperação técnica devem publicar, no Diário Oficial da União, ou no do estado em que têm sede, a relação com os nomes e dados dos candidatos aprovados.

Em 2010, cerca de 110 mil pessoas com mais de 18 anos concluíram o ensino médio ao fazer o Enem.

Assessoria de Imprensa do Inep
Palavras-chave: ensino médio, certificação, Enem
Fonte: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16668

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 16,1-10

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 1Paulo foi para Derbe e Listra. Havia em Listra um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia, crente, e de pai grego. 2Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho de Timóteo. 3Paulo quis então que Timóteo partisse com ele. Tomou-o consigo e circuncidou-o, por causa dos judeus que se encontravam nessas regiões, pois todos sabiam que o pai de Timóteo era grego.
4Percorrendo as cidades, Paulo e Timóteo transmitiam as decisões que os apóstolos e anciãos de Jerusalém haviam tomado. E recomendavam que fossem observadas. 5As Igrejas fortaleciam-se na fé e, de dia para dia, cresciam em número. 6Paulo e Timóteo atravessaram a Frígia e a região da Galácia, pois o Espírito Santo os proibira de pregar a Palavra de Deus na Ásia.
7Chegando perto da Mísia, eles tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu. 8Então atravessaram a Mísia e desceram para Trôade. 9Durante a noite, Paulo teve uma visão: na sua frente, estava de pé um macedônio que lhe suplicava: “Vem à Macedônia e ajuda-nos!” 10Depois dessa visão, procuramos partir imediatamente para a Macedônia, pois estávamos convencidos de que Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o Evangelho.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 99)

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira.
— Aclamai o Senhor, ó terra inteira.

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!
— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.
— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor é fiel eternamente!

Evangelho (João 15,18-21)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 18“Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. 19Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
20Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Santa Maria Madalena de Pazzi


Santa Maria Madalena de Pazzi Nasceu no ano de 1566 em Florença, na Italia, e pertenceu a uma nobre família.

Ela muito cedo se viu chamada à vida religiosa e queria consagrar-se totalmente. Abandonou tudo: os bens e os projetos.

Entrou para a Ordem Carmelita e ali viveu por 25 anos. Uma aventura espiritual mística que resultou em uma grande obra com suas experiências carismáticas.

Todos os santos foram carismáticos. E a nossa Igreja é carismática, pois ela é marcada pelas manifestações do Espírito Santo. Precisamos aprender com os santos a sermos dóceis ao Espírito Santo.

Ela sofreu muito. Amou a cruz de cada dia.

Santa Maria sofreu com várias enfermidades até que entrou no Céu, com 41 anos. Seu lema foi: "Padecer, Senhor, e não morrer!"

Santa Maria Madalena de Pazzi, rogai por nós!

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 15,7-21

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 7depois de longa discussão, Pedro levantou-se e falou aos apóstolos e anciãos: “Irmãos, vós sabeis que, desde os primeiros dias, Deus me escolheu, do vosso meio, para que os pagãos ouvissem de minha boca a palavra do Evangelho e acreditassem. 8Ora, Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito Santo como o deu a nós. 9E não fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando o coração deles mediante a fé. 10Então, por que vós agora pondes Deus à prova, querendo impor aos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós mesmos tivemos força para suportar? 11Ao contrário, é pela graça do Senhor Jesus que acreditamos ser salvos, exatamente como eles”.
12Houve então um grande silêncio em toda a assembleia. Depois disso, ouviram Barnabé e Paulo contar todos os sinais e prodígios que Deus havia realizado, por meio deles, entre os pagãos. 13Quando Barnabé e Paulo terminaram de falar, Tiago tomou a palavra e disse: “Irmãos, ouvi-me: 14Simão acaba de nos lembrar como, desde o começo, Deus se dignou tomar homens das nações pagãs para formar um povo dedicado ao seu Nome. 15Isso concorda com as palavras dos profetas, pois está escrito: 16“Depois disso, eu voltarei e reconstruirei a tenda de Davi que havia caído; reconstruirei as ruínas que ficaram e a reerguerei, 17a fim de que o resto dos homens procure o Senhor com todas as nações que foram consagradas ao meu Nome. É o que diz o Senhor, que fez estas coisas, 18conhecidas há muito tempo’.
19Por isso, sou do parecer que devemos parar de importunar os pagãos que se convertem a Deus. 20Vamos somente prescrever que eles evitem o que está contaminado pelos ídolos, as uniões ilegítimas, comer carne de animal sufocado e o uso do sangue. 21Com efeito, desde os tempos antigos, em cada cidade, Moisés tem os seus pregadores, que lêem todos os sábados nas sinagogas”.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 95)

— Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações.
— Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! cantai e bendizei seu santo nome!
— Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!
— Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!” Ele firmou o universo inabalável pois os povos ele julga com justiça.

Evangelho (João 15,9-11)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 9“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. 10Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. 11Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Simulados estão disponíveis para aplicação nas escolas

Educadores que trabalham em 183,5 mil turmas do quinto e do nono ano do ensino fundamental público já podem aplicar a seus alunos os exames simulados da Prova Brasil. Os testes avaliam o desempenho dos estudantes em língua portuguesa, com foco em leitura, e matemática, com foco na resolução de problemas.

Nos simulados, o Ministério da Educação oferece às escolas um conjunto de questões que podem identificar as habilidades desenvolvidas pelos alunos e ajudar os professores a organizar estratégias pedagógicas para trabalhar o que ainda não foi alcançado. A aplicação da Prova Brasil será em novembro.

Em 2011, cerca de 5,2 milhões de estudantes devem fazer a Prova Brasil, sendo 2,6 milhões matriculados no quinto ano e 2,5 milhões no nono ano. De acordo com a coordenadora do ensino fundamental da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC, Edna Martins Borges, a prova oficial será aplicada a todos os estudantes das redes públicas matriculados no quinto e no nono ano, em escolas urbanas e rurais com, no mínimo, 20 alunos na turma avaliada.

Além dos testes dos simulados disponíveis para leitura e cópia (download) no portal do MEC, diretores de escolas e professores também encontram no portal a publicação – Prova Brasil, matriz de referência, tópicos e descritores. A publicação, segundo Edna Borges, será impressa e enviada às escolas até o final de junho. O MEC não vai imprimir os simulados.

Simulado – Alunos do quinto ano responderão 22 questões de língua portuguesa, dividas em dois blocos com duração de 25 minutos cada. Ao final, eles terão dez minutos para preencher a folha de respostas e entregá-la ao professor. O simulado de matemática contém 21 testes, também em duas provas com duração de 25 minutos cada e mais dez minutos para preencher a folha de respostas.

Para os alunos do nono ano do ensino fundamental, são 26 testes de língua portuguesa, divididos em dois blocos, e 26 testes de matemática, também em dois blocos. Em cada bloco os alunos têm 25 minutos para resolver as questões. Depois de responder, eles têm dez minutos em cada prova para preencher o cartão de respostas.

Número de testes, tempo para responder e tempo para transferir as respostas para o cartão são os mesmos do dia da aplicação oficial da Prova Brasil. O MEC também oferece aos professores os gabaritos dos simulados.

Amostragem – Neste ano também serão aplicadas as provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O Saeb é uma avaliação por amostragem de alunos do quinto e do nono ano do ensino fundamental e da terceira série do ensino médio, público e privado. O desempenho dos alunos na Prova Brasil e no Saeb compõe o índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb) por escola, por município e em nível nacional.

Ionice Lorenzoni

Confira os simulados e as matrizes de referência da Prova Brasil.
Palavras-chave: educação básica, Prova Brasil, Saeb, Ideb, SEB
Fonte: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16651

São Vicente de Lérins


São Vicente de Lérins Nascido no norte da França, São Vicente de Lérins, viveu sua juventude em busca das vaidades do mundo e tornou-se militar.

Vicente ao encontrar-se com Deus e se converter, foi se tornando cada vez mais obediente à Palavra do Senhor. Amou a Palavra de Deus.

Entrou para a vida monástica, tornando-se um exemplo de monge. Aprofundou-se nos mistérios de Deus, tornando-se um grande pensador, teólogo e místico.

Combateu muitas heresias no século V.

Eleito Abade, o Mosteiro de Lérins tornou-se um lugar de forte formação para santos e bispos da Igreja.

São Vicente foi um homem doutorado na graça, defensor da verdade e que se consumiu pelo Evangelho.

São Vicente de Lérins, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 14,19-28

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 19de Antioquia e Icônio chegaram judeus que convenceram as multidões. Então apedrejaram Paulo e arrastaram-no para fora da cidade, pensando que ele estivesse morto. 20Mas, enquanto os discípulos o rodeavam, Paulo levantou-se e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu para Derbe com Bar¬nabé.
21Depois de terem pregado o Evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia. 22Encorajando os discípulos, eles os exortavam a permanecer firmes na fé, dizendo-lhes: “É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus”. 23Os apóstolos designaram presbíteros para cada comunidade. Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado.
24Em seguida, atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília. 25Anunciaram a palavra em Perge, e depois desceram para Atália. 26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que haviam realizado.
27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos. 28E passaram então algum tempo com os discípulos.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 144)

— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.
— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!
— Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.
— Que a minha boca cante a glória do Senhor e que bendiga todo ser seu nome santo desde agora, para sempre e pelos séculos.

Evangelho (João 14,27-31a

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 27“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isto agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.
30Já não falarei muito con¬vosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre mim, 31amas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai me ordenou”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Inscrições para Enem 2011 começam hoje

Estudantes interessados em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 poderão se inscrever a partir desta segunda-feira, 23, às 10h, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O processo segue até as 23h59 do dia 10 de junho, exclusivamente pela internet.
As provas serão aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro. A previsão do Inep é que o número de inscritos chegue a 6 milhões. O valor da taxa continua o mesmo de 2010: R$ 35. Estudantes que estão concluindo o ensino médio em escola pública não pagam.
Em 2009, o MEC deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem como forma de ingresso em universidades. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país. No ano passado, foram ofertadas 83 mil vagas em 83 instituições, sendo 39 universidades federais.
A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados em uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os benefícios são distribuídos a partir do desempenho do candidato no exame e podem ser integrais ou parciais, dependendo da renda da família. Para participar do programa é necessário ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em colégio privado com bolsa integral.
A matriz com os conteúdos que serão cobrados na prova estão disponíveis no edital publicado na semana passada no Diário Oficial da União.
Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=281849

São Juliano


São Juliano Era casado e possuía uma hospedaria. Nela, ele partilhava a vida eterna que trazia em seu coração. Esposo fiel que amou a família e os necessitados.

No ano de 305, o imperador Diocleciano começou uma perseguição aos cristãos. Juliano, então, passou a acolher em sua hospedaria os cristãos perseguidos.

Alguns homens denunciaram Juliano. Ele foi arrancado de casa e levado ao tribunal.

Por não renunciar à fé em Cristo, foi condenado e decapitado.

Hoje, ele vive com Cristo na Glória.

Continuamos em tempos de perseguição. Velada em alguns lugares e, em outros, bem visível.

Que o santo de hoje possa interceder para que, o Espirito Santo, nos ajude a sermos ousados em nosso testemunho, sem medo da morte e das perseguições, certos de que a nossa recompensa se encontra no céu.

São Juliano, rogai por nós!

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 14,5-18

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, em Icônio, 5pagãos e judeus, tendo à frente seus chefes, estavam dispostos a ultrajar e apedrejar Paulo e Barnabé. 6Ao saberem disso, Paulo e Barnabé fugiram e foram para Listra e Derbe, cidades de Licaônia, e seus arredores.
7Aí começaram a anunciar o Evangelho. 8Em Listra, havia um homem paralítico das pernas, que era coxo de nascença e nunca fora capaz de andar. 9Ele escutava o discurso de Paulo. E este, fixando nele o olhar e notando que tinha fé para ser curado, 10disse em alta voz: “Levanta-te direito sobre os teus pés”. O homem deu um salto e começou a caminhar.
11Vendo o que Paulo acabara de fazer, a multidão exclamou em dialeto licaônico: “Os deuses desceram entre nós em forma de gente!” 12Chamavam a Barnabé Júpiter e a Paulo Mercúrio, porque era Paulo quem falava. 13Os sacerdotes de Júpiter, cujo templo ficava defronte à cidade, levaram à porta touros ornados de grinaldas e queriam, com a multidão, oferecer sacrifícios.
14Ao saberem disso, os apóstolos Barnabé e Paulo rasgaram as vestes e foram para o meio da multidão, gritando: 15“Homens, que estais fazendo? Nós também somos homens mortais como vós, e vos estamos anunciando que precisais deixar esses ídolos inúteis para vos converterdes ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que neles existe. 16Nas gerações passadas, Deus permitiu que todas as nações seguissem o próprio caminho. 17No entanto, ele não deixou de dar testemunho de si mesmo através de seus benefícios, mandando do céu chuvas e colheitas, dando alimento e alegrando vossos corações”. 18E assim falando, com muito custo, conseguiram que a multidão desistisse de lhes oferecer um sacrifício.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 113b)

— Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória.
— Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória.

— Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória, porque sois todo amor e verdade! Por que hão de dizer os pagãos: “Onde está o seu Deus, onde está?”
— É nos céus que está o nosso Deus, ele faz tudo aquilo que quer. São os deuses pagãos ouro e prata, todos eles são obras humanas.
— Abençoados sejais do Senhor, do Senhor que criou céu e terra! Os céus são os céus do Senhor mas a terra ele deu para os homens.

Evangelho (João 14,21-26)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 21“Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”. 22Judas – não o Iscariotes – disse-lhe: “Senhor, como se explica que te manifestarás a nós e não ao mundo?” 23Jesus respondeu-lhe: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. 24Quem não me ama não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. 25Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. 26Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 22 de maio de 2011

Celebração da Palavra

Participe da Celebração Palavra todos os domingos, às 19:00h na igreja do Povoado Brinquinho.

Santa Rita de Cássia


Santa Rita de Cássia Nasceu na Itália, em Cássia, no ano de 1380. Seu grande desejo era consagrar-se numa vida religiosa. Mas, segundo os costumes de seu tempo, ela foi entregue em matrimônio para Paulo Ferdinando.

Tiveram dois filhos, e ela como mãe buscou educá-los na fé e no amor. Porém, eles foram influenciados pelo pai, que antes de se casar se apresentava com uma boa índole, mas depois se mostrou fanfarrão, traidor, entregue aos vícios. E seus filhos o acompanharam.

Rita então, chorava, orava, intercedia e sempre dava bom exemplo.

Seu esposo acabou sendo assassinado. Não demorou muito, seus filhos também morreram.

Seu refúgio era Jesus Cristo. A santa de hoje viveu os impossíveis de sua vida se refugiando no Senhor.

Rita quis ser religiosa. Já era uma esposa santa, tornou-se uma viúva santa e depois uma religiosa.

Ela recebeu um estigma na testa, que a fez sofrer muito, devido a humilhação que sentia, pois cheirava mal e incomodava aos outros. E teve que viver resguardada.

Morreu com 76 anos, após uma dura enfermidade que a fez sofrer por 4 anos.

Hoje ela intercede pelos impossíveis de nossa vida.

Santa Rita de Cássia, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 6,1-7)

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

1Naqueles dias, o número dos discípulos tinha aumentado, e os fiéis de origem grega começaram a queixar-se dos fiéis de origem hebraica. Os de origem grega diziam que suas viúvas eram deixadas de lado no atendimento diário.
2Então os Doze Apóstolos reuniram a multidão dos discípulos e disseram: “Não está certo que nós deixemos a pregação da Palavra de Deus para servir às mesas. 3Irmãos, é melhor que escolhais entre vós sete homens de boa fama, repletos do Espírito e de sabedoria, e nós os encarregaremos dessa tarefa. 4Desse modo nós poderemos dedicar-nos inteiramente à oração e ao serviço da Palavra”.
5A proposta agradou a toda a multidão. Então escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; e também Filipe, Prócoro, Nicanor, Timon, Pármenas e Nicolau de Antioquia, um grego que seguia a religião dos judeus. 6Eles foram apresentados aos apóstolos, que oraram e impuseram as mãos sobre eles.
7Entretanto, a Palavra do Senhor se espalhava. O número dos discípulos crescia muito em Jerusalém, e grande multidão de sacerdotes judeus aceitava a fé.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 32)

— Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,/ da mesma forma que em vós nós esperamos!
— Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,/ da mesma forma que em vós nós esperamos!

— Ó justos, alegrai-vos no Senhor!/ Aos retos fica bem glorificá-lo./ Dai graças ao Senhor ao som da harpa,/ na lira de dez cordas celebrai-o!
— Pois reta é a palavra do Senhor,/ e tudo o que ele faz merece fé./ Deus ama o direito e a justiça,/ transborda em toda a terra a sua graça.
— O Senhor pousa o olhar sobre os que o temem,/ e que confiam esperando em seu amor,/ para da morte libertar as suas vidas/ e alimentá-los quando é tempo de penúria.

Segunda leitura (1º Pedro 2,4-9)

Leitura da Primeira Carta de São Pedro:

Caríssimos: 4Aproximai-vos do Senhor, pedra viva, rejeitada pelos homens, mas escolhida e honrosa aos olhos de Deus. 5Do mesmo modo, também vós, como pedras vivas, formai um edifício espiritual, um sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.
6Com efeito, nas Escrituras se lê: “Eis que ponho em Sião uma pedra angular, escolhida e magnífica; quem nela confiar, não será confundido”.
7A vós, portanto, que tendes fé, cabe a honra. Mas, para os que não crêem, “a pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular, 8pedra de tropeço e rocha que faz cair”. Nela tropeçam os que não acolhem a Palavra; esse é o destino deles. 9Mas vós sois a raça escolhida, o sacerdócio do Reino, a nação santa, o povo que ele conquistou para proclamar as obras admiráveis daquele que vos chamou das trevas para a sua luz maravilhosa.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Evangelho (João 14,1-12)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1”Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. 2Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós 3e, quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. 4E, para onde eu vou, vós conheceis o caminho”.
5Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” 6Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. 7Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”.
8Disse Felipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” 9Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Felipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? 10Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai, que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. 11Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai”.

sábado, 21 de maio de 2011

Atividades Religiosas da Comunidade

Está realizando-se todas às noites, às 19:00h na Igreja "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" do Povoado Brinquinho-Simão Dias/SE. Celebrações referente ao mês de maio, de acordo com os devotos da comunidade, é uma devoção mariana dedicada a Maria, a Mãe de Deus!  Quem coordena as tividades é a professora, Fátima Alves.
Fonte: http://escolaotaviana.blogspot.com/

Fiéis visitam Memorial de Irmã Dulce e revivem sua vida e obra

Ariane Fonseca
Enviada especial a Salvador

“Se Deus viesse à nossa porta, como seria recebido?” Essa é a frase que estampa um letreiro logo na entrada do Memorial de Irmã Dulce, freira baiana que será beatificada neste domingo, 22, no Parque de Exposições de Salvador. A expressão remete ao foco principal do trabalho feito pela religiosa: o cuidado e amor pelos pobres que, segundo ela, são o próprio Cristo.

De acordo com o assessor de Memória e Cultura das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Osvaldo Gouveia, o espaço, criado em 1993, tem como objetivo registrar e preservar a trajetória do 'Anjo bom da Bahia'. “Logo após o falecimento de Irmã Dulce tivemos uma dúvida: A obra sobreviveria? Foi aí que vários amigos deram a ideia de juntar o que tínhamos dela e criar um memorial”, acrescentou.

Acesse
.: Veja galeria de fotos da beatificação no Flickr
.: Página especial sobre a beatificação de Irmã Dulce
.: Saiba mais sobre a vida e obra da religiosa

O prédio, anexo na sede da Osid, recebia cerca de quatro mil pessoas por mês até o final do ano passado. Em 2011, com a aproximação da beatificação, o número aumentou 40%. Somente nesta sexta-feira, o caderno registrou a marca de mais de 600 visitas.

O memorial guarda peças raras, como o hábito usado pela religiosa, fotografias, documentos e objetos pessoais. Entretanto, o que mais emociona os fiéis é o quarto de Irmã Dulce, onde está a cadeira na qual ela dormiu por mais de trinta anos por conta de uma promessa. Outros fatos marcantes da vida da Mãe dos Pobres são lembrados através de maquetes, livros, diplomas e medalhas. Entre as peças do acervo, está a imagem de Santo Antônio, do século XVIII, pertencente à família da religiosa, diante a qual ela costumava rezar.

O aposentado Antônio Fernando Dias, de 71 anos, veio com oito pessoas de sua família para a beatificação e aproveitou para mostrar o local para as filhas. Mesmo com câncer no fígado e contrariando as orientações médicas, não deixou de viajar cerca de 1.500 quilômetros para prestigiar esse momento importante para a Igreja no Brasil e pedir intercessão para a cura da sua doença.

A paixão de Dias pela futura beata nasceu em 1979, quando ele nem fazia ideia de quem era a religiosa. “Eu sofri um assalto e levei três tiros, inclusive um no coração. Quando estava caído no chão, vi a imagem de uma freira no teto da minha mercearia, em Brasília (DF). Todos achavam que eu estava morto, mas eu sobrevivi graças a Irmã Dulce”, testemunhou o aposentado, que só foi descobrir quem era a mulher que viu mais de dez anos depois. “Eu descobri quem era numa reportagem na TV, em 1990. Imediatamente arrumei minhas coisas e vim para Salvador conhecê-la pessoalmente. Desde então, ajudo as suas obras e visito anualmente a capital baiana para rezar”.

Lorival Nogueira, de Taubaté (SP), também conheceu a religiosa pela televisão e se apaixonou pelo seu trabalho. Não é a primeira vez que visita o memorial, mas admite que sempre que vem a Salvador passa no local para relembrar como foi a vida da freira e para rezar no seu túmulo, que fica próximo do prédio. “Admiro muito o trabalho dela. Irmã Dulce não ficou só em palavras, mas agiu. Eu me emociono vendo isso tudo, por isso faço questão de passar aqui quando venho a Salvador”.

Com entrada franca, o local está aberto de terça a sábado, no horário das 10h às 17h, e aos domingos, das 10h às 15h. O endereço do memorial é: Avenida Bonfim, 161, Largo de Roma.
Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=281828




Santo André Bóbola


Santo André Bóbola Santo do século XVII, ele nasceu na Polônia e ficou conhecido como “caçador de almas”.

Santo André Bóbola pertenceu à Companhia de Jesus como sacerdote jesuíta dedicado aos jovens e ao anúncio da Palavra de Deus num tempo dos cismas, quando a fé católica não era obedecida.

Viveu também dentro de um contexto onde politicamente existia um choque entre a Polônia e a Rússia. Certa vez, com a invasão dos soldados cossacos, ou seja russos na Polônia, os cismáticos aproveitaram a ocasião para entregar o santo.

Ele, que tinha sido instrumento para muito se voltarem ao Senhor, foi preso injustamente e sofreu na mão dos acusadores. Foi violentado, mas não renunciou a sua fé. Renunciou a própria vida, mas não a vida em Deus.

No ano de 1657, morreu mártir. O “caçador de almas” hoje intercede para que nós.

Santo André Bóbola, rogai por nós.
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 13,44-52)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

44No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra de Deus. 45Ao verem aquela multidão, os judeus ficaram cheios de inveja e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.
46Então, com muita coragem, Paulo e Barnabé declararam: “Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós. Mas, como a rejeitais e vos considerais indignos da vida eterna, sabei que nos vamos dirigir aos pagãos. 47Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu: ‘Eu te coloquei como luz para as nações, para que leves a salvação até os confins da terra’”.
48Os pagãos ficaram muito contentes, quando ouviram isso, e glorificaram a Palavra do Senhor. Todos os que eram destinados à vida eterna, abraçaram a fé. 49Desse modo, a palavra do Senhor espalhava-se por toda a região. 50Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território. 51Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio. 52Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 97)

— Os confins do mundo contemplaram a salvação do nosso Deus.
— Os confins do mundo contemplaram a salvação do nosso Deus.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.
— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

Evangelho (João 14,7-14)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 7“Se vós me conhe¬cêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conhe¬ceis e o vistes”. 8Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!”
9Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai”? 10Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras.
11Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai, 13e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. 14Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

NORDESTE: ALERTA DE CHUVA FORTE!

Uma frente fria que avança em alto-mar, ao largo da costa leste do Nordeste, e áreas de instabilidade que chegam do oceano, um fenômeno conhecido como ondas de leste, normal entre os meses de abril e julho, vão provocar muita chuva entre esta quinta-feira e o sábado, dia 21 de maio, na faixa litorânea e na Zona da Mata dos estados de Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Os maiores volumes de chuva devem acontecer no leste pernambucano e paraibano.  A previsão para os próximos dias é de bastante chuva também na faixa entre o leste de Alagoas e o Recôncavo Baiano.
Fonte: http://www.edelsonfreitas.com/   

PREVISÃO DO TEMPO

O município de Simão Dias terá uma sexta - feira com muita nebulosidade e chuva praticamente o dia inteiro. A temperatura máxima poderá chegar a 28 graus e a mínima a 23.
Fonte: http://www.edelsonfreitas.com/   

São Bernardino de Sena


São Bernardino de Sena Nasceu em Massa Marítima, na Toscana, Itália, no ano de 1380. Muito cedo, infelizmente, perdeu seus pais; mas, por outro lado, a Providência Santíssima agiu na sua formação através de tias cristãs fervorosas. Tanto que oraram, testemunharam, foram canais da Providência Divina para a vida de São Bernardino.

Numa vida de oração e penitência, ele discerniu seu chamado a uma vida consagrada, entrando para a família franciscana na Ordem dos Frades Menores. Ali, tornou-se sacerdote.

São Bernardino possuía muitas qualidades; muitas delas, sobrenaturais. Muitos dons, dentre eles, o carisma da pregação. Um homem zeloso, liderou o movimento da observância em prol de uma vivência radical do carisma franciscano.

Quantas pessoas, na Itália, conheceram esse santo por causa da eficácia do nome de Jesus! Grande devoto; tanto que nas leituras do ofício de hoje, encontramos um texto tirado de um de seus sermões: “O nome de Jesus é a luz dos pregadores, porque ilumina, com o seu esplendor, os que anunciam e os que ouvem a Sua Palavra. Por que razão a luz da fé se difundiu no mundo inteiro tão rápida e ardentemente, senão porque foi pregado este nome?”.

Um grande pregador, ele reconhecia que tudo era graça na sua vida. Muitos puderam conhecer, através dos lábios desse pregador, o amor de Deus. Ele se expressou, revelou-se plenamente em Cristo Jesus na força do seu Espírito. São Bernardino, como todos os santos e santas da Igreja de todos os tempos, foi conduzido pelo Espírito Santo.

Centrado no mistério da Eucaristia, devotíssimo da Santíssima Virgem, ele se consumiu ao serviço da Palavra e do povo de Deus. No ano de 1444, ele partiu para o céu e intercede por nós para que sejamos todos servos da Palavra para glória e de Jesus.

São Bernardino de Sena, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 13,26-33)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, tendo chegado a Antioquia da Pisídia, Paulo disse na sinagoga: 26“Irmãos, descendentes de Abraão, e todos vós que temeis a Deus, a nós foi enviada esta mensagem de salvação. 27Os habitantes de Jerusalém e seus chefes não reconheceram a Jesus e, ao condená-lo, cumpriram as profecias que se lêem todos os sábados. 28Embora não encontrassem nenhum motivo para a sua condenação, pediram a Pila¬tos que fosse morto. 29Depois de realizarem tudo o que a Escritura diz a respeito de Jesus, eles o tiraram da cruz e o puseram num túmulo. 30Mas Deus o ressuscitou dos mortos 31e, durante muitos dias, ele foi visto por aqueles que o acompanharam desde a Galileia até Jerusalém. Agora eles são testemunhas de Jesus diante do povo.
32Por isso, nós vos anunciamos este Evangelho: a promessa que Deus fez aos antepassados, 33ele a cumpriu para nós, seus filhos, quando ressuscitou Jesus, como está escrito no salmo segundo: “Tu és o meu filho, eu hoje te gerei”.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 2)

— Tu és meu Filho, eu hoje te gerei!
— Tu és meu Filho, eu hoje te gerei!

— “Fui eu mesmo que escolhi este meu Rei e em Sião, meu monte santo, o consagrei!” O decreto do Senhor promulgarei, foi assim que me falou o Senhor Deus: “Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei!”
— Podes pedir-me, e em resposta eu te darei por tua herança os povos todos e as nações, e há de ser a terra inteira o teu domínio. Com cetro férreo haverás de dominá-los, e quebrá-los como um vaso de argila!
— E agora, poderosos, entendei; soberanos, aprendei esta lição: Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória e prestai-lhe homenagem com respeito!

Evangelho (João 14,1-6)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1“Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. 2Na casa de meu Pai, há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós, 3e quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. 4E para onde eu vou, vós conheceis o caminho”.
5Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” 6Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O AMOR LIBERTA

Como o verdadeiro Amor a verdadeira Amizade começa quando nao exige nada em troca. A saudade nos tira de nós mesmo e nos conduz um ao outro. A verdadeira amizade é assim, quase sempre nos surpreende nos tirando de nós mesmo, levando-nos àquelas pessoas que com o seu carisma, carinho, e dedicação gravaram-se com suas atitudes na alma de nosso coração.
A verdadeira amizade é livre de si mesma, e esta Imbuída e Impulsionada pela saudade transcende o Tempo e o Espaço...
A verdade, somente a verdade imbuída de amor é capaz de libertar o ser humano, não obstante muitas vezes nos angustie, e como sabemos ao longo da história aqueles que amaram e amparados pela verdade se expressaram, outros tiram-lhe a vida, embora tenha sido o amante que a tenha dado por amor à verdade e à liberdade, pois a amizade é livre de si mesma, isto é, a verdadeira amizade é aquela que nasce da liberdade e espontaneidade.
Saudade e Amizade são como o Amor e Eternidade caminham juntas, estas transcendem o Tempo e o Espaço, pois estes perante ao amor não passam de conceitos abstratos.
Não existe amizade sem saudade, nem tão pouco amor sem eternidade.
“Um amigo fiel é um balsamo vital” e só os que sabem amar, os que são livres de si mesmo o encontrarão, quem o encontra, encontra um poderoso abrigo, e que o descobre, “descobriu um verdadeiro tesouro”, pois “um amigo fiel não tem preço, é imponderável o seu valor”.
“Qualquer indivíduo é capaz de solidarizar-se com o sofrimento de um amigo”, no entanto solidarizar-se com êxitos alheios já requer uma natureza delicadíssima e não egocêntrica.
É isto que defino como amizade, sair de si para que o outro cresça com o seu Eu.
Nós humanos somos seres de constante busca, buscamos constantemente ser feliz, no entanto ninguém é feliz sozinho. O ser humano é infalivelmente um ser-relações da amizade ao amor, pois não existe amor sem amizade, nem tão pouco a amizade residirá onde nao há amor-relação recíproca e mutua, afinal a verdadeira amizade reside naqueles que nao obstante suas diferenças se amam mutuamente e recriam um ao outro.
Elenaldo Alves.
Fonte: http://nordestecapacitado.blogspot.com/

PREVISÃO DO TEMPO

O município de Simão Dias terá uma quinta - feira com sol, nebulosidade e chuva. A temperatura máxima poderá chegar a 32 graus e a mínima a 23.
Fonte: http://www.edelsonfreitas.com/  

BRASIL: CONTA DE LUZ PRÉ-PAGA!

Em breve, os consumidores de energia elétrica terão uma alternativa de pagar na forma prévia o serviço e monitoramento dos custos a exemplo da telefonia móvel (celular). O objetivo de regulamentar a forma de pré-pagamento da cota de luz é da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A estimativa é que o serviço seja colocado em prática no segundo semestre deste ano.
Será através de avisos sonoros e luminosos que o cliente saberá quando os créditos estiverem perto do limite. A regulamentação e adequação do sistema pré-pago de energia elétrica fica na dependência da adequação. A fator ainda está sendo analisado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. Vários países já utilizam o serviço a exemplo dos Estados Unidos, França, Reino Unido, Austrália, África do Sul, Argentina, etc. No Brasil, o Rio de Janeiro já se utiliza da modalidade de consumir energia via pré-pago.
Fonte: http://www.edelsonfreitas.com/

Só Fátima

O blog do professor João Batista é uma boa opção de pesquisa para quem quiser conhecer um pouco mais sobre a História da cidade de Fátima no estado da Bahia. Parabéns, professor João Batista, sucesso em seu novo projeto! Acessem: http://sofatima.net/blog/  

Aviso

Avisamos aos pais e mães das crianças da "Catequese" que no próximo domingo, dia 22 de maio, às 09:00h, haverá uma reunião na Escolinha de Reforço de Daniela no Povoado Brinquinho para tratar de assuntos refrente à "Primeira Eucaristia". As catequistas: Daniela, Géssica e Jussara

Agenda do Grupo PTH (Pastoral Terço dos Homens) do Povoado Brinquinho

Dia: 03/06/2011-Festa do Padroeiro da comunidade Salobra-Simão Dias/SE.
Dia: 10/06/2011-Festa do Padroeiro da comunidade Bonsucesso-Simão Dias/SE.
Haverá ônibus nas respectivas datas, sairá da praça da Igreja do Brinquinho, às 18;30h.
Para maiores informações: (79) 9901-6160.

Santo Ivo


Santo Ivo Nasceu em Bretanha, região administrativa do oeste da França, em 1253.

Ivo recebeu uma ótima formação, formando-se em Filosofia, Teologia, Direito Eclesiástico e Civil. Um santo advogado, juiz e sacerdote.

Partiu para o céu com apenas 50 anos, mas deixou um testemunho muito forte, reconhecido como o 'advogado dos pobres'.

Santo Ivo inclinou seu coração na presença de Deus, na busca da verdade, da misericórdia, da justiça e do amor.

O santo de hoje diz à família forense e a todos nós que, viver o amor e a justiça, é possível em Cristo Jesus.

Santo Ivo, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 13,13-25)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

13Paulo e seus companheiros embarcaram em Pafos e chegaram a Perge da Panfília. João deixou-os e voltou para Jerusalém. 14Eles, porém, partindo de Perge, chegaram a Antioquia da Pisídia. E, entrando na sinagoga em dia de sábado, sentaram-se.
15Depois da leitura da Lei e dos Profetas, os chefes da sinagoga mandaram dizer-lhes: “Irmãos, se vós tendes alguma palavra para encorajar o povo, podeis falar”.
16Paulo levantou-se, fez um sinal com a mão e disse: “Israe¬litas e vós que temeis a Deus, escutai! 17O Deus deste povo de Israel escolheu os nossos antepassados e fez deles um grande povo quando moravam como estrangeiros no Egito; e de lá os tirou com braço poderoso. 18E, durante mais ou menos quarenta anos, cercou-os de cuidados no deserto. 19Destruiu sete nações na terra de Canaã e passou para eles a posse do seu território, 20por quatrocentos e cinquenta anos aproximadamente.
Depois disso, concedeu-lhes juízes, até o profeta Samuel. 21Em seguida, eles pediram um rei e Deus concedeu-lhes Saul, filho de Cis, da tribo de Benjamim, que reinou durante quarenta anos. 22Em seguida, Deus fez surgir Davi como rei e assim testemunhou a seu respeito: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que vai fazer em tudo a minha vontade’.
23Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. 24Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. 25Estando para terminar sua missão, João declarou: ‘Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele do qual nem mereço desamarrar as sandálias’”.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Salmo (Salmos 88)

— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor.
— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor.

— Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” E a vossa lealdade é tão firme quanto os céus.
— Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. Estará sempre com ele minha mão onipotente, e meu braço poderoso há de ser a sua força.
— Não será surpreendido pela força do inimigo, nem o filho da maldade poderá prejudicá-lo. Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, ferirei e abaterei todos aqueles que o odeiam.
— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, sua força e seu poder por meu nome crescerão. Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!

Evangelho (João 13,16-20)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus lhes disse: 16“Em verdade, em verdade vos digo: o servo não está acima do seu senhor e o mensageiro não é maior que aquele que o enviou. 17Se sabeis isto, e o puserdes em prática, sereis felizes.
18Eu não falo de vós todos. Eu conheço aqueles que escolhi, mas é preciso que se realize o que está na Escritura: ‘Aquele que come o meu pão levantou contra mim o calcanhar’. 19Desde agora vos digo isto, antes de acontecer, a fim de que, quando acontecer, creiais que eu sou.
20Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar, me recebe a mim; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Formações


O sexo nos planos de Deus

O jovem casto exercita o autodomínio para ser fiel no casamento

O livro do Gênesis assegura que, ao criar todas as coisas, "Deus viu que tudo era bom" (Gen 1,25). Portanto, tudo o que o Criador fez é belo. O mal, muitas vezes, consiste no uso mau das coisas boas. Por exemplo, uma faca é uma coisa boa; sem ela a cozinheira não faz o seu trabalho. Mas, se um criminoso usá-la para tirar a vida de alguém, nem por isso a faca se torna má. Não. O mal é o uso errado que se fez dela. Da mesma forma, o sexo é algo criado por Deus e maravilhoso. É por ele que a criança inocente vem ao mundo.

Como Deus deu ao casal humano a missão de gerar os filhos, "crescei e multiplicai" (Gen 1,28), providenciou o sexo como instrumento de procriação. E mais, para fortalecer a união e o amor do casal fez do sexo também o meio mais profundo da "manifestação" do amor conjugal.

Podemos dizer que o ato sexual é a celebração do amor, como que a "liturgia do amor conjugal". E é no ápice desta celebração do amor que o filho é concebido. Isto é, ele não é somente a carne e o sangue do casal, mas principalmente, o fruto do seu amor. É por isso que a vida sexual de um casal que não se ama de verdade nunca é harmoniosa.

O sexo é manifestação do amor. Sem este, ele fica vazio, desvirtuado e perigoso como aquela faca na mão do assassino. Faz muitas vítimas... O que é a prostituição, senão o sexo sem amor? É apenas um ato de prazer, comprado, com dinheiro ou outros meios. No plano de Deus a vida sexual só tem lugar no casamento.

São Paulo, há dois mil anos, já ensinava aos coríntios: "A mulher não pode dispor do seu corpo: ele pertence ao seu marido. E também o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa" (I Cor 7,4). O apóstolo dos gentios não diz que o corpo da namorada pertence ao namorado, nem que o corpo da noiva pertence ao noivo.

A união sexual só tem sentido no casamento, porque só ali existe um "comprometimento" de vida conjugal, vida a dois, no qual cada um assumiu um compromisso de fidelidade com o outro. Cada um é "responsável pelo outro" até a morte, em todas as circunstâncias fáceis e difíceis da vida. Sem esse compromisso de vida o ato sexual não tem sentido e se torna perigoso.

As consequências do sexo vivido fora do casamento são terríveis: mães e pais solteiros; filhos abandonados, criados pelos avós ou em orfanatos. Muitos desses se tornam os "trombadinhas" e "delinquentes" que, cada vez mais, enchem as nossas ruas, buscando nas drogas e no crime a compensação de suas dores. Quantos abortos são cometidos porque se busca apenas e egoisticamente o prazer do sexo, e depois se elimina o fruto: a criança!

As doenças venéreas são outro flagelo do sexo fora do casamento. Ainda hoje convivemos com os horrores da sífilis, blenorragia, cancro, sem falar do flagelo moderno da AIDS. O remédio contra a AIDS é a vivência sexual apenas no casamento; e não, como se propõe, irresponsavelmente, o uso de “camisinhas”, em vez de se eliminar o vício pela raiz.

É urgente que os cristãos, pais, professores e educadores tenhamos a coragem de ensinar novamente a castidade aos jovens.
Um jovem que se mantém casto até o casamento, além de tudo, prepara a sua vontade e exercita seu autodomínio para ser fiel ao seu cônjuge no casamento. É preciso mostrar urgentemente aos jovens os valores da castidade, tanto em pensamentos como em atos.

A televisão, os filmes pornográficos, as revistas eróticas abundantes e asquerosas injetam pólvora no sangue de nossos filhos, fazendo-os escravos do sexo. E por causa disso estamos vendo meninas de 13, 14 anos, grávidas, sem o menor preparo e maturidade para serem mães. Temos que acordar. Temos que ter a coragem de oferecer aos jovens a opção da pureza que Jesus nos legou: “Bem-aventurados os puros de coração porque verão a Deus” (Mt 5,8). Neste assunto Cristo foi exigente e não deixou margens à dúvida: “Todo aquele que olhar para uma mulher com desejo de cobiça, já adulterou com ela em seu coração” (Mt 5,27).
Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com
Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Trocando Idéias". Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=12350

Salvação é sermos libertos do mal que habita em nós, ensina Papa

Leonardo Meira
Da Redação


Bento XVI destaca que é preciso haver uma semente do bem no interior do homem para que a vida possa ser curada e restituída
O Papa Bento XVI falou sobre o exemplo da oração de intercessão do Patriarca Abraão pelas cidades de Sodoma e Gomorra na Catequese desta quarta-feira, 18.

Frente ao desígnio de Deus de destruir as duas cidades, um ato de justiça e para parar o mal, Abraão pede por aqueles que serão punidos, para que sejam salvos. Em um diálogo registrado no Livro do Gênesis, a oração do Patriarca alcança as profundezas da misericórdia divina, que torna sempre menos exigente a necessidade de encontrar homens justos no interior da cidade - dos 50 iniciais, Deus baixa o número e bastariam dez para salvar a totalidade da população.

"Mas nem mesmo dez justos se encontravam em Sodoma e Gomorra, e as cidades foram destruídas. Uma destruição paradoxalmente testemunhada como necessária exatamente pela oração de intercessão de Abraão. Porque exatamente aquela oração revelou a vontade salvífica de Deus: o Senhor estava disposto a perdoar, desejava fazê-lo, mas as cidades estavam fechadas em um mal totalizante e paralisante, sem sequer poucos inocentes dos quais partir para transformar o mal em bem. Por que é exatamente esse o caminho da salvação que também Abraão pedia: ser salvos não quer dizer simplesmente escapar da punição, mas ser libertos do mal que em nós habita. Não é o castigo que deve ser eliminado, mas o pecado, aquela recusa de Deus e do amor que traz já em si o castigo", ensina o Pontífice.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Catequese de Bento XVI sobre a oração

Bento XVI aprofundou-se na explicação do diálogo entre Deus e Abraão. "Não perdoaríeis antes a cidade, em atenção aos cinquenta justos que nela se poderiam encontrar?", diz o Patriarca ao Senhor:

"Assim fazendo, [Abraão] coloca em jogo uma nova ideia de justiça: não aquela que se limita a punir os culpáveis, como fazem os homens, mas uma justiça diferente, divina, que busca o bem e o cria través do perdão que transforma o pecador, converte-o e salva-o. O pensamento de Abraão, que parece quase paradoxal, poderia ser sintetizado assim: obviamente não se podem tratar os inocentes como os culpáveis, isso seria injusto, é necessário, ao contrário, tratar os culpáveis como inocentes, colocando em ação uma justiça 'superior', oferecendo a eles uma possibilidade de salvação, porque se os malfeitores aceitam o perdão de Deus e confessam as culpas deixando-se salvar, não continuarão mais a fazer o mal, tornar-se-ão também esses justos, sem mais necessidade de serem punidos. É esse o pedido de justiça que Abraão expressa na sua intercessão, um pedido que se baseia sobre a certeza de que o Senhor é misericordioso", disse.

A destruição de Sodoma devia parar o mal presente na cidade, mas Abraão sabe que Deus tem outros modos e outros meios para colocar obstáculos à difusão do mal. "É o perdão que interrompe a espiral do pecado, e Abraão, no seu diálogo com Deus, apela exatamente a isso. Com a voz da sua oração, Abraão está dando voz ao desejo de Deus, que não é aquele de destruir, mas de salvar Sodoma, de dar vida ao pecador convertido. É isso que o Senhor deseja, e o seu diálogo com Abraão é uma prolongada e inequívoca manifestação do seu amor misericordioso", define.


O Justo, libertação e inclinação para o bem

O profeta Jeremias dirá ao povo rebelde: "Valeu-te este castigo tua malícia, e tuas infidelidades atraíram sobre ti a punição. Sabe, portanto, e vê quanto te foi funesto e amargo abandonar o Senhor teu Deus".

"É dessa tristeza e amargura que o Senhor quis salvar o homem libertando-o do pecado. Mas essa é uma transformação do interior, uma inclinação para o bem, um início do qual partir para transmutar o mal em bem, o ódio em amor, a vingança em perdão. Por isso os justos devem estar dentro da cidade, e Abraão continuamente repete: 'talvez lá se encontrem...'. 'Lá': é dentro da realidade doente que deve estar aquela semente do bem que pode curar e restituir a vida. É uma palavra também a nós: que nas nossas cidades se encontre a semente do bem; que façamos de tudo para que sejam não somente dez os justos, para fazer viver e sobreviver as nossas cidades e para salvar-nos dessa amargura interior que é a ausência de Deus".

Por fim, o Pontífice lembrou que a misericórdia de Deus na história do seu povo alarga-se posteriomente. Se, para salvar Sodoma, serviam dez justos, o profeta Jeremias dirá que basta um só justo para salvar Jerusalém: "Percorrei as ruas de Jerusalém, olhai, perguntai; procurai nas praças, vede se nelas encontrais um homem, um só homem que pratique a justiça e que seja leal; então eu perdoarei a cidade".

O número cai novamente e a bondade de Deus se mostra ainda maior. No entanto, ainda não basta, pois a superabundante misericórdia de Deus não encontra a resposta de bem que busca.

"Será preciso que Deus mesmo torne-se aquele justo. E esse é o mistério da Encarnação: para garantir um justo, Ele mesmo de faz homem. O justo sempre estará presente porque é Ele: é preciso, portanto, que Deus mesmo torne-se aquele justo. O infinito e surpreendente amor divino será plenamente manifestado quando o Filho de Deus se fizer homem, o Justo definitivo, o perfeito Inocente, que levará a salvação ao mundo inteiro morrendo na cruz, perdoando e intercedendo por aqueles que 'não sabem o que fazem' (Lc 23,34). Então a oração de cada homem encontrará a sua resposta, então toda a nossa intercessão será plenamente atendida".



A audiência

O encontro do Bispo de Roma com os fiéis reunidos na Praça de São Pedro aconteceu às 10h30 (horário de Roma - 5h30 no horário de Brasília). A reflexão faz parte da "Escola de Oração", iniciada pelo Papa na Catequese de 4 de maio.

"Gostaria também de convidar-vos a aproveitar do percurso que faremos nas próximas catequeses para aprender a conhecer mais a Bíblia, que espero que tenhais nas vossas casas, e, durante a semana, dedicar-se a lê-la e meditá-la na oração, para conhecer a maravilhosa história do relacionamento entre Deus e o homem, entre Deus que se comunica a nós e o homem que responde, que reza", expressou ao início do encontro.

O Pontífice também lançou um apelo à oração pela Igreja na China, tendo em vista a proximidade do Dia Mundial de Oração pela Igreja naquele país, em 24 de maio, memória litúrgica de Nossa Senhora Auxiliadora.

Na saudação aos fiéis de língua portuguesa, o Papa salientou:

"Uma saudação amiga para os fiéis da paróquia da Covilhã e da Diocese de Maringá, para os Irmãos Maristas da província Brasil Centro-Sul e demais peregrinos de língua portuguesa! Convido-vos a aproveitar o percurso que faremos nas próximas catequeses para conhecer melhor a Bíblia, que tendes – penso eu – em casa. Durante a semana, parai um pouco a lê-la e meditá-la na oração para aprenderdes a história maravilhosa da relação entre Deus e o homem: Deus que Se comunica a nós, e nós que Lhe respondemos rezando. Sereis assim uma bênção no meio dos vossos irmãos, como foi Abraão. A Virgem Mãe vos guie e proteja!".
Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=281785

VOXPATRIS FM