sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Evangelho (Lc 21,29-33)

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 29Jesus contou-lhes uma parábola: “Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Evangelho (Lc 21,12-19)

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Evangelho (Lc 9,57-62)

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
 
Naquele tempo, 57enquanto Jesus e seus discípulos caminhavam, alguém na estrada disse a Jesus: “Eu te seguirei para onde quer que fores”. 58Jesus lhe respondeu: “As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. 59Jesus disse a outro: “Segue-me”. Este respondeu: “Deixe-me primeiro ir enterrar meu pai”. 60Jesus respondeu: “Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai anunciar o Reino de Deus”. 61Um outro ainda lhe disse: “Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares”. 62Jesus, porém, respondeu-lhe: “Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o Reino de Deus”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Evangelho (Mt 8,23-27)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 23Jesus entrou na barca, e seus discípulos o acompanharam. 24E eis que houve uma grande tempestade no mar, de modo que a barca estava sendo coberta pelas ondas. Jesus, porém, dormia.
25Os discípulos aproximaram-se e o acordaram, dizendo: “Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo!” 26Jesus respondeu: “Por que tendes tanto medo, homens fracos na fé?” Então, levantando-se, ameaçou os ventos e o mar, e fez-se uma grande calmaria.
27Os homens ficaram admirados e diziam: “Quem é este homem, que até os ventos e o mar lhe obedecem?”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
http://liturgia.cancaonova.com/

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Evangelho (Jo 8,51-59)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 51“Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. 52Disseram então os judeus: “Agora sabemos que tens um demônio. Abraão morreu e os profetas também, e tu dizes: ‘Se alguém guardar a minha palavra jamais verá a morte’. 53Acaso és maior do que nosso pai Abraão, que morreu, como também os profetas? Quem pretendes ser?”
54Jesus respondeu: “Se me glorifico a mim mesmo, minha glória não vale nada. Quem me glorifica é o meu Pai, aquele que vós dizeis ser o vosso Deus. 55No entanto, não o conheceis. Mas eu o conheço e, se dissesse que não o conheço, seria um mentiroso, como vós! Mas eu o conheço e guardo a sua palavra. 56Vosso pai Abraão exultou, por ver o meu dia; ele o viu, e alegrou-se”. 57Os judeus disseram-lhe então: “Nem sequer cinquenta anos tens, e viste Abraão!” 58Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, antes que Abraão existisse, eu sou”. 59Então eles pegaram em pedras para apedrejar Jesus, mas ele escondeu-se e saiu do Templo.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Histórico do Grupo PTH

O grupo PTH (Pastoral Terço dos Homens) do Povoado Brinquinho, Simão Dias/SE foi iniciado em 22 de Novembro de 2004, ás 19:00h na Capela "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" deste mesmo Povoado. A proposta para a criação do movimento em nossa comunidade partiu da sugestão de um amigo, Gilvan Hungria, que reside em Caldas do Jorro/BA. Percebendo a necessidade de incentivar a participação dos homens na Igreja, a idéia foi logo acatada por mim, Givaldo Matos que já exercia um trabalho de evangelização em outros movimentos na comunidade citada. Iniciamos a nossa caminhada com apenas quatro componentes e atualmente são em média quarenta pessoas que se doam nesta missão. Após a criação do nosso grupo surgiram outros em nossa Paróquia que como nós também exercem a missão de anunciar Jesus Cristo. O principal objetivo do grupo Terço dos Homens é levar a Palavra de Deus a todos os nossos semelhantes que assim como nós também necessitam do amor e da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo. Temos "Nossa Senhora" como Mãe Intercessora que pede ao seu Filho Jesus por cada um de nós. Além do trabalho no serviço da Igreja exercemos também o nosso papel social e lutamos por um mundo mais justo e fraterno. O atual coordenador do PTH do Povoado Brinquinho é o Sr. Adilson de Jesus e o Vice-Coordenador, Sr. Ademir.

Evangelho (Jo 5,31-47)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 31“Se eu der testemunho de mim mesmo, meu testemunho não vale. 32Mas há um outro que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.
33Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. 34Eu, porém, não dependo do testemunho de um ser humano. Mas falo assim para a vossa salvação. 35João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com sua luz.
36Mas eu tenho um testemunho maior que o de João; as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou. 37E também o Pai que me enviou dá testemunho a meu favor. Vós nunca ouvistes sua voz, nem vistes sua face, 38e sua palavra não encontrou morada em vós, pois não acreditais naquele que ele enviou.
39Vós examinais as Escrituras, pensando que nelas possuís a vida eterna. No entanto, as Escrituras dão testemunho de mim, 40mas não quereis vir a mim para ter a vida eterna! 41Eu não recebo a glória que vem dos homens. 42Mas eu sei que não tendes em vós o amor de Deus. 43Eu vim em nome do meu Pai, e vós não me recebeis. Mas, se um outro viesse em seu próprio nome, a este vós o receberíeis.
44Como podereis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus? 45Não penseis que eu vos acusarei diante do Pai. Há alguém que vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. 46Se acre­ditásseis em Moisés, também acreditaríeis em mim, pois foi a respeito de mim que ele escreveu. 47Mas se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis então nas minhas palavras?”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

terça-feira, 18 de março de 2014

Programação semanal da Igreja do Povoado Brinquinho

Domingo - Celebração da Palavra;
Segunda-Feira - Terço dos Homens;
Terça-Feira - Terço das Mulheres;
Quarta-Feira - Terço da Mãe da Rainha;
Quinta-Feira - Adoração ao Santíssimo;
Sexta-Feira - Terço das Crianças;
Sábado - Terço dos Jovens.
Horário: 19:00h.

Liturgia do Dia

Primeira Leitura (Is 1,10.16-20)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.
10Ouvi a palavra do Senhor, magistrados de Sodoma, prestai ouvidos ao ensinamento do nosso Deus, povo de Gomorra. 16Lavai-vos, purificai-vos. Tirai a maldade de vossas ações de minha frente. Deixai de fazer o mal! 17Aprendei a fazer o bem! Procurai o direito, corrigi o opressor. Julgai a causa do órfão, defendei a viúva. 18Vinde, debatamos — diz o Senhor. Ainda que vossos pecados sejam como púrpura, tornar-se-ão brancos como a neve. Se forem vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como lã. 19Se consentirdes em obedecer, comereis as coisas boas da terra. 20Mas se recusardes e vos rebelardes, pela espada sereis devorados, porque a boca do Senhor falou!

- Palavra do Senhor.

Responsório (Sl 49)

— A todos que procedem retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.
— A todos que procedem retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

— Eu não venho censurar teus sacrifícios, pois sempre estão perante mim teus holocaustos; não preciso dos novilhos de tua casa nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos.
— Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca? Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios!
— Diante disso que fizeste, eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos.
— Quem me oferece um sacrifício de louvor, este sim é que me honra de verdade. A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

Evangelho (Mt 23,1-12)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus falou às multidões e aos seus discípulos e lhes disse: 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés. 3Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações! Pois eles falam e não praticam. 4Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo.
5Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços, e põem na roupa longas franjas.
6Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas. 7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre. 8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos. 9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Evangelho (Mc 8,14-21)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14os discípulos tinham se esquecido de levar pães. Tinham consigo na barca apenas um pão. 15Então Jesus os advertiu: “Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes”.
16Os discípulos diziam entre si: “É porque não temos pão”. 17Mas Jesus percebeu e perguntou-lhes: “Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? 18Tendo olhos, não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais 19de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?”
Eles responderam: “Doze”. 20Jesus perguntou: E quando reparti sete pães com quatro mil pessoas, quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços? Eles responderam: “Sete”. 21Jesus disse: “E ainda não compreendeis?”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

http://liturgia.cancaonova.com/

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Anúncio do Evangelho (Lc 2,22-40)

Anúncio do Evangelho (Lc 2,22-40)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23Conforme está escrito na lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor”.
24Foram também oferecer o sacrifício — um par de rolas ou dois pombinhos — como está ordenado na Lei do Senhor. 25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele 26e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29“Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”.
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma”.
36Havia também uma pro­fe­tisa, chamada Ana, filha de Fa­nuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido. 37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém.
39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galileia, para Nazaré, sua cidade. 40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Formações

As 5 dicas para não cair na “deprê” de fim de ano

Não consegui alcançar minhas metas
“Não consegui emagrecer os 5kg que tinha como meta no início do ano.” “Não passei no mestrado, fiz toda papelada, segui à risca a ABNT, mas, mesmo assim, não rolou.” “Terminei um namoro de cinco anos.” “Não fiz a viagem que havia planejado.”

Fim de ano é um tempo no qual, querendo ou não, somos submetidos a inúmeros balanços e avaliações. As lojas se fecham para balanço; as empresas fazem isso para as “avaliações de desempenho”; os cursos universitários se concentram em seus processos de seleção de calouros; na TV, temos inúmeras “retrospectivas”; até o Facebook e o Instragram nos “convidam” a fazer nossa retrospectiva do ano que passou.

Meu caro, não há como fugir, pois o universo conspira “contra você”. Parar um pouco e perceber o que foi vivido torna-se um fato com o qual você precisa saber lidar.

Você deve estar se perguntando: "Por que ele começou este texto com situações de fracasso? Acontecimentos que, com certeza, não agradam a quem os viveu na pele? Eu esperava as cinco dicas para viver bem o momento de fim de ano!".

Sim, fiz de propósito, pois o mal não está em nos avaliarmos ou fazermos nossos balanços, mas em como o fazemos, pois a primeira ação que temos é de supervalorizar o que não deu certo. Infelizmente, nosso cérebro tem uma atração pelo negativo, e com essa atração surgem sentimentos de culpa, remorso, autocondenação etc., os quais, se não forem bem administrados, podem nos paralisar e nos impedir de ter uma vida mais plena e feliz.

O fim do ano pode nos trazer sentimentos que beiram a um estado depressivo
e nos deixam, de fato, sem muita vontade de viver o novo que virá (lembrando que para diagnosticar uma depressão o psiquiatra ou psicólogo precisa levar em conta vários fatores como o tempo de duração, a frequência e a gravidade do estado emocional).

Minha irmã, por exemplo, disse-me recentemente: "Poxa, Adriano, minha vida profissional não foi muito bacana, tentei isso e aquilo, mas parece que nada deu certo”. Sim, de fato, é algo que angustia, mas, ao mesmo tempo, ela está começando um novo negócio, está 'mexendo' com a cidade, já tem vários clientes e está caminhando superbem. Eu disse a ela: "Olha que bacana! Você está começando algo novo e promissor; às vezes, aquilo que queria não estava nos planos de Deus, mas, com sua garra, isso que se inicia agora pode estar nos planos d'Ele. Então, lance-se neste novo”.

A situação que apresentei acima precisa ser um insigth para nós, ou seja, não podemos ficar nesse estado depressivo que nos acusa a todo instante. Nada de ficar com os olhos no que deu errado, ficar ruminando os acontecimentos e, depois, colocar para fora em amargura, azedume, autovitimismo, porque isso não rola, não nos faz bem!

Vamos lá a algumas dicas que podem nos ajudar neste momento de New Year's blues. Em inglês, este termo é usado para se referir à tristeza que bate no fim do ano.

* Pergunte-se: “Pra que eu?”, e não "Por que eu?": O “por que eu” coloca-nos em posição de ficarmos olhando para o próprio umbigo e, assim, ter uma visão limitada dos fatos e dos acontecimentos. O “para que” coloca-nos em uma posição de olhar para a situação e agir sobre ela, usá-la a nosso favor.

* Mudança em ação: Se ao fazermos o balanço e chegarmos à conclusão de que precisamos mudar algo, façamos, primeiro, um firme compromisso com nós mesmos e nossas potencialidades. Não paralisemos, mas estabeleçamos metas.

* Seja específico: Quando fazemos uma revisão de vida, olhamos de maneira global, mas é preciso que sejamos específicos no que foi vivido, dando o peso certo para cada coisa. Às vezes, temos problemas financeiros e, logo, já dizemos: "estou fracassado!", "não tem mais jeito!"... Calma! Não é bem assim. Peso certo, medida certa.

* Examine suas expectativas: São reais ou ilusórias? Sejamos sinceros! Às vezes, ganhamos o suficiente para comprar um carro popular, mas já colocamos como meta comprar uma BMW zero quilômetro. Não quero "jogar água fria" em você, mas é melhor dividir os objetivos em etapas do que dar um salto maior do que a perna!

* Sonhe os sonhos de Deus: Tudo que falei acima só tem sentido se a primeira postura assumida for: “Isto está dentro da vontade de Deus para mim?”. Cara, sem isso não rola, não dá para ser plenamente feliz. Não que Deus queira nos manipular e fazer as coisas do jeito d'Ele, mas é por Ele nos conhecer tão bem, que sabe o que o seu coração realmente deseja.

Enfim, olhemos para frente e para o que virá. Saibamos o que não pode ser mudado e o usemos a nosso favor para mudar nossa maneira de encarar a vida, pois um novo tempo só está começando!

Tamu junto!
Adriano Gonçalves
adriano@geracaophn.com
Mineiro de Contagem (MG), Adriano Gonçalves dos Santos é membro da Comunidade Canção Nova. Cursou Filosofia no Instituto da Comunidade e é acadêmico de Psicologia na Unisal (Lorena). Atua na TV Canção Nova como apresentador do programa Revolução Jesus. Mais que um programa, o Revolução Jesus é uma missão que desafia o jovem a ser santo sem deixar de ser jovem. Dessa forma, propõe uma nova geração: a geração dos Santos de Calça Jeans. É autor dos seguintes livros: "Santos de Calça Jeans", "Nasci pra Dar Certo!" e "Quero um Amor Maior"

30/12/2013 - 08h00

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Lc 2,16-21)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura.
17Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino. 18E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam.
19Quanto a Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração.
20Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham visto e ouvido, conforme lhes tinha sido dito. 21Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
http://liturgia.cancaonova.com/

VOXPATRIS FM