quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Formações

Imagem de Destaque

Descobrindo a beleza da vida

A felicidade se esconde na simplicidade
A+ A-
Add to FacebookAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to Yahoo BuzzAdd to Newsvine
Os conceitos sobre beleza e felicidade variam muito de acordo com a maneira que cada pessoa vê a vida ou do momento que ela está vivendo. Basta observar quem está apaixonado, pois tudo fica lindo e vibrante ao seu redor. As mesmas paisagens adquirem um colorido diferente e o simples cantar de um pássaro tem um novo sentido.
Concordo com quem defende que a beleza da vida está escondida nas coisas simples, descomplicadas. Normalmente, as pessoas mais simples descobrem isso no dia a dia e são felizes com o que tem e onde estão.
Há quem diga ainda que as coisas mais bonitas da vida vêm do interior de cada um. As palavras sinceras e significativas, o sorriso espontâneo, o brilho dos olhos.
E ainda há quem diga que bonito mesmo é um dia de sol depois da noite chuvosa ou as noites enluaradas de verão, quando quase todos passeiam e se divertem. Bonito é procurar estrelas no céu e dá-las de presente a um amigo, namorado, filho, neto. É brincar com um simples raio de sol que fende a janela ou atravessa a fresta no telhado, enchendo de alegria a nossa vida. Aliás, às vezes, deixamos de prestar atenção no próprio sol e admirar sua beleza, mas um raio de sol que insiste em vibrar, não há quem não o veja, não se encante e brinque com ele. Isso é belo.

Bonito é chorar quando sentir vontade e deixar as lágrimas rolarem sem vergonha ou medo de críticas. É gostar da vida e deixar-se embalar por um sonho ainda que este nunca deixe de ser só um sonho. É ver a realidade do hoje sem nunca ser extremista e acreditar na beleza de todos os acontecimentos; vendo neles as marcas do Autor da vida. É continuarmos sendo gente em qualquer situação, também nos momentos difíceis - principalmente nestes -, e ser quem somos, vivendo bem todos os dias desta bonita vida que temos.
Resolvi escrever, pois esta é também uma forma de eternizar a beleza das descobertas. Tomara que a leitura deste texto desperte em você o gosto e o prazer de viver.
O fato é que por trás de cada acontecimento, por mais simples que seja, esconde-se a beleza e a preciosidade da arte de viver.
“Viver e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz...
Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será
Mais isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita.” (Gonzaguinha)
Foto Dijanira Silva
dijanira@geracaophn.com
Dijanira Silva, Dijanira Silva, missionária da Comunidade Canção Nova, atualmente reside a missão de São Paulo. Apresentadora da Rádio CN América SP.


Santo do Dia

São João Bosco

31 de Janeiro


A- A+

São João Bosco Nasceu perto de Turim, na Itália, em 1815. Muito cedo conheceu o que significava a palavra sofrimento, pois perdeu o pai tendo apenas dois anos. Sofreu incompreensões por causa de um irmão muito violento que teve. Dom Bosco quis ser sacerdote, mas sua mãe o alertava: "Se você quer ser padre para ser rico, eu não vou visitá-lo, porque nasci na pobreza e quero morrer nela".

Logo, Dom Bosco foi crescendo diante do testemunho de sua mãe Margarida, uma mulher de oração e discernimento. Ele teve que sair muito cedo de casa, mas aquele seu desejo de ser padre o acompanhou. Com 26 anos de idade, ele recebeu a graça da ordenação sacerdotal. Um homem carismático, Dom Bosco sofreu. Desde cedo, ele foi visitado por sonhos proféticos que só vieram a se realizar ao longo dos anos. Um homem sensível, de caridade com os jovens, se fez tudo para todos. Dom Bosco foi ao encontro da necessidade e da realidade daqueles jovens que não tinham onde viver, necessitavam de uma nova evangelização, de acolhimento. Um sacerdote corajoso, mas muito incompreendido. Foi chamado de louco por muitos devido à sua ousadia e à sua docilidade ao Divino Espírito Santo.

Dom Bosco difundiu amplamente os chamados "Oratórios". Catequeses e orientações profissionais foram surgindo para os jovens a partir de então. Enfim, Dom Bosco era um homem voltado para o céu e, por isso, enraizado com o sofrimento humano, especialmente, dos jovens. Grande devoto da Santíssima Virgem Auxiliadora, foi um homem de trabalho e oração. Exemplo para os jovens, foi pai e mestre, como encontramos citado na liturgia de hoje. São João Bosco foi modelo, mas também soube observar tantos outros exemplos. Fundou a Congregação dos Salesianos dedicada à proteção de São Francisco de Sales, que foi o santo da mansidão. Isso que Dom Bosco foi também para aqueles jovens e para muitos, inclusive aqueles que não o compreendiam.

Para a Canção Nova, para a Igreja e para todos nós, é um grande intercessor, porque viveu a intimidade com Nosso Senhor. Homem orante, de um trabalho santificado, em tudo viveu a inspiração de Deus. Deixou uma grande família, um grande exemplo de como viver na graça, fiel a Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em 31 de janeiro de 1888, tendo se desgastado por amor a Deus e pela salvação das almas, ele partiu. Mas está conosco no seu testemunho e na sua intercessão.

São João Bosco, rogai por nós!

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 4,21-25)

Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2013
São João Bosco


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus disse à multidão: 21“Quem é que traz uma lâmpada para colocá-la debaixo de um caixote, ou debaixo da cama? Ao contrário, não a põe num candeeiro? 22Assim, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto, e tudo o que está em segredo deverá ser descoberto. 23Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça”. 24Jesus dizia ainda: “Prestai atenção no que ouvis: com a mesma medida com que medirdes, também vós sereis medidos; e vos será dado ainda mais. 25Ao que tem alguma coisa, será dado ainda mais; do que não tem, será tirado até mesmo o que ele tem”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 4,1-20)

Quarta-Feira, 30 de Janeiro de 2013
3ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus começou a ensinar de novo às margens do mar da Galileia. Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele, de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou, enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia.
2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. E, em seu ensinamento, dizia-lhes: 3“Escu­tai! O semeador saiu a semear. 4Enquanto semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vieram os pássaros e a comeram. 5Outra parte caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, 6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada; e, como não tinha raiz, secou. 7Outra parte caiu no meio dos espinhos; os espinhos cresceram, a sufocaram, e ela não deu fruto.
8Outra parte caiu em terra boa e deu fruto, que foi crescendo e aumentando, chegando a render trinta, sessenta e até cem por um”. 9E Jesus dizia: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. 10Quando ficou sozinho, os que estavam com ele, junto com os Doze, perguntaram sobre as parábolas. 11Jesus lhes disse: “A vós, foi dado o mistério do Reino de Deus; para os que estão fora, tudo acontece em parábolas, 12para que olhem mas não enxerguem, escutem mas não compreendam, para que não se convertam e não sejam perdoados”.
13E lhes disse: “Vós não com­preendeis esta parábola? Então, como compreendereis todas as outras parábolas? 14O semeador semeia a Palavra. 15Os que estão na beira do caminho são aqueles nos quais a Palavra foi semeada; logo que a escutam, chega Satanás e tira a Palavra que neles foi semeada. 16Do mesmo modo, os que receberam a semente em terreno pedregoso, são aqueles que ouvem a Palavra e logo a recebem com alegria, 17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes; quando chega uma tribulação ou perseguição, por causa da Palavra, logo desistem.
18Outros recebem a semente entre os espinhos: são aqueles que ouvem a Palavra; 19mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e todos os outros desejos, sufocam a Palavra, e ela não produz fruto. 20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um.”

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 3,31-35)

Terça-Feira, 29 de Janeiro de 2013
3ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31chegaram a mãe de Jesus e seus irmãos. Eles ficaram do lado de fora e mandaram chamá-lo. 32Havia uma multidão sentada ao redor dele. Então lhe disseram: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura”.
33Ele respondeu: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 34E olhando para os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos. 35Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/

domingo, 27 de janeiro de 2013

Evangelho do Dia

Evangelho (Lucas 1,1-4; 4,14-21)

Domingo, 27 de Janeiro de 2013
3º Domingo do Tempo Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

1Muitas pessoas já tentaram escrever a história dos acontecimentos que se realizaram entre nós, 2como nos foram transmitidos por aqueles que, desde o princípio, foram testemunhas oculares e ministros da palavra.
3Assim sendo, após fazer um estudo cuidadoso de tudo o que aconteceu desde o princípio, também eu decidi escrever de modo ordenado para ti, excelentíssimo Teófilo. 4Deste modo, poderás verificar a solidez dos ensinamentos que recebeste.
Naquele tempo, 4,14Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza.
15Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam.
16E veio à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga, no sábado, e levantou-se para fazer a leitura.
17Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 18“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa-nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos 19e para proclamar um ano da graça do Senhor”.
20Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
21Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.




- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

sábado, 19 de janeiro de 2013

Santa Missa


Participe da Celebração da "Santa Missa" no Povoado Brinquinho-Simão Dias/SE, dia: 25 de janeiro, às 19h na Igreja local. Convide sua família e amigos, e venha partilhar conosco a Palavra de Deus. 

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 2,13-17)

Sábado, 19 de Janeiro de 2013
1ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13Jesus saiu de novo para a beira mar. Toda a multidão ia a seu encontro, e Jesus os ensinava. 14Enquanto passava, Jesus viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Levi se levantou e o seguiu.
15E aconteceu que, estando à mesa na casa de Levi, muitos cobradores de impostos e pecadores também estavam à mesa com Jesus e seus discípulos. Com efeito, eram muitos os que o seguiam.
16Alguns doutores da Lei, que eram fariseus, viram que Jesus estava comendo com pecadores e cobradores de impostos. Então eles perguntaram aos discípulos: “Por que ele come com cobradores de impostos e pecadores?”
17Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: “Não são as pessoas sadias que precisam de médico, mas as doentes. Eu não vim para chamar justos, mas sim pecadores”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 2,1-12)

Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2013
1ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

1Alguns dias depois, Jesus entrou de novo em Cafarnaum. Logo se espalhou a notícia de que ele estava em casa. 2E reuniram-se ali tantas pessoas, que já não havia lugar, nem mesmo diante da porta. E Jesus anunciava-lhes a Palavra. 3Trouxeram-lhe, então, um paralítico, carregado por quatro homens. 4Mas não conseguindo chegar até Jesus, por causa da multidão, abriram então o teto, bem em cima do lugar onde ele se encontrava. Por essa abertura desceram a cama em que o paralítico estava deitado. 5Quando viu a fé daqueles homens, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os teus pecados estão perdoados”. 6Ora, alguns mestres da Lei, que estavam ali sentados, refletiam em seus corações: 7“Como este homem pode falar assim? Ele está blasfemando: ninguém pode perdoar pecados, a não ser Deus”. 8Jesus percebeu logo o que eles estavam pensando no seu íntimo, e disse: “Por que pensais assim em vossos corações? 9O que é mais fácil: dizer ao paralítico: ‘os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te, pega a tua cama e anda’? 10Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem, na terra, poder de perdoar pecados disse ele ao paralítico: 11eu te ordeno: levanta-te, pega tua cama, e vai para tua casa!” 12O paralítico então se levantou e, carregando a sua cama, saiu diante de todos. E ficaram todos admirados e louvavam a Deus, dizendo: “Nunca vimos uma coisa assim”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Coral "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" do Povoado Brinquinho-Simão Dias/SE

Os ensaios do do Coral "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" do Povoado Brinquinho serão realizados todos os terceiros sábados de cada mês, a partir do terceiro sábado do mês de janeiro de 2013. Sendo que de acordo com a necessidade haverá ensaios extras. Givaldo Matos

À procura de verdadeiros servos!


Estamos iniciando mais um ano em nossas vidas e sempre nos enchemos de planos e metas a serem cumpridos ao longo do novo ano. Quero lhe propor, a partir do Evangelho, uma meta para vivenciarmos em 2013. Tome o Evangelho do II Domingo do Tempo Comum: Jo 2, 1-11. Escuta melhor quem cria em torno da Palavra um espaço de acolhida e tem um coração aberto. Leia o texto bíblico!

Maria Andrea/Arquivo CN



O primeiro milagre que Jesus realiza nos deixa vários ensinamentos, um deles é justamente a oportunidade que Deus nos concede de sermos ‘colaboradores na realização dos milagres’. Foi Jesus quem fez o milagre, mas ele contou com a ajuda de Maria e dos serventes que estavam ali bem atentos a tudo; “Fazei tudo o que ele vos disser”, essa é uma ordem muito clara para quem aceita ser companheiro de Jesus na realização de muitos milagres na vida dos outros e também na própria vida. Em tempo de tantos planos novos para serem realizados nesse ano, que tal incluir essa ordem de Maria? A mãe não rouba o lugar do Filho, mas sabe apontar para os servos o caminho mais rápido para se chegar até Jesus.

A figura dos que estavam servindo aqui não é composta por uma descrição física ou social, “os servos” nessa passagem têm duas características; sabem escutar e são obedientes. Eu e você como cristãos, devemos trazer em nossas vidas essas duas qualidades, pois onde Deus encontra um cristão que “aprendeu a ouvir e a obedecer”, ali Ele encontra um companheiro para a realização de muitos milagres.

A ordem Deus mesmo já nos deu pela boca de Maria, o exemplo de servos temos dois; o dos serventes da festa e o do próprio Jesus, que é o servo sofredor, Homem que sabe ouvir o Pai e realizar a Sua Vontade. Nesse Ano da Fé, que toda a Igreja vive, podemos trilhar um verdadeiro caminho de maturidade humana e cristã reassumindo, com fervor e compromisso, em nossas vidas, as duas qualidades dos serventes desse casamento: servos que sabem escutar e sabem obedecer.

Deixo uma mensagem especial aos que vivem o sacramento do Matrimônio, lugar de muitos milagres, que em alguns casos já não acontecem ou não são percebidos, porque esposos e esposas se esquecem de servir um ao outro. Já não existe entre eles um espaço para a escuta e obediência, assim estão deixando de colaborar com Jesus para a realização de milagres dentro de suas próprias famílias.

Deus o abençoe!


Padre Fabrício
Comunidade Canção Nova

Fonte: http://clube.cancaonova.com/materia_.php?id=13490

Evangelho (Marcos 1,40-45)

Quinta-Feira, 17 de Janeiro de 2013
Santo Antão


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 40um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: “Se queres, tens o poder de curar-me”. 41Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero: fica curado!” 42No mesmo instante, a lepra desapareceu, e ele ficou curado.
43Então Jesus o mandou logo embora, 44falando com firmeza: “Não contes nada disso a ninguém! Vai, mostra-te ao sacerdote e oferece, pela tua purificação, o que Moisés ordenou, como prova para eles!” 45Ele foi e começou a contar e a divulgar muito o fato. Por isso Jesus não podia mais entrar publicamente numa cidade: ficava fora, em lugares desertos. E de toda parte vinham procurá-lo.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Ou (escolhe-se um dos evangelhos)

Evangelho (Mt 19,16-26)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, o que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que tu me perguntas sobre o que é bom? Um só é Bom. Se tu queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe, e ama teu próximo como a ti mesmo”.
20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. O que ainda me falta?”
21Jesus respondeu: “Se tu queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico. 23Jesus disse aos discípulos: “Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no Reino dos Céus. 24E digo ainda: é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus”. 25Ouvindo isso, os discípulos ficaram muito espantados, e perguntaram: “Então, quem pode ser salvo?” 26Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas para Deus tudo é possível”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

São Berardo e companheiros mártires

16 de Janeiro


A- A+

São Berardo e companheiros mártires Em 1219, São Francisco enviou esses missionários para a Espanha, que estava tomada por mouros. Passaram por Portugal a pé, com dificuldades. Dependendo da Divina Providência, chegaram a Sevilha. Ali começaram a pregar, principalmente como testemunho de vida. Eram 3 sacerdotes e dois irmãos religiosos que incomodaram muitas pessoas ao anunciar o Evangelho. Acompanhado pelo testemunho, teve quem abrisse o coração para Cristo e as conversões começaram a acontecer. Pregaram até para o rei mouro, porque, também ele merecia conhecer a beleza do Santo Evangelho. Porém, anunciar o Evangelho naquele tempo, como nos dias de hoje, envolve riscos e eles foram presos por isso. Por influência do rei mouro, eles foram deportados para Marrocos e, ao chegarem lá, continuaram evangelizando; uma pregação sobre o reino de Deus, sobre o único amor que pode converter.

Graças a Deus, devido aos sinais, principalmente àquele tão concreto de Deus, que é a conversão e a mudança da mentalidade, as pessoas começaram a seguir Cristo e a querer o batismo. Mas isso incomodou também o rei mouro que, influenciado por fanáticos, prendeu os cinco franciscanos, depois os açoitou e decapitou.

Os santos mártires que, em 1220, foram mortos por causa da verdade, hoje, intercedem por nós.

São Francisco, ao saber da morte dos seus filhos espirituais, exultou de alegria, pois eles tinham morrido por amor a Jesus Cristo.

São Berardo e companheiros mártires, rogai por nós!
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php

Quer um segredo para ser finalmente feliz!?





Quarta, 16 de janeiro de 2013
Quer um segredo para ser finalmente feliz!?

Não tem jeito! O maior, melhor e único segredo eficaz, que nos faz definitivamente felizes, é quando fazemos alguém feliz! Enquanto pensarmos e agirmos como quem busca a felicidade somente para si, estaremos cada vez mais distantes do alvo.

Quer ser feliz? Faça alguém feliz! Quer ser muito feliz? Faça muita gente feliz! Quer ser a pessoa mais feliz do mundo!? Esqueça-se de si mesmo! Faça feliz a todos, sem olhar a quem!

Quem vive assim, já conhece um pouco do que é o Céu!

Com muito carinho! 

Seu irmão,
Ricardo Sá 
Fonte: http://cancaonova.com

Evangelho (Marcos 1,29-39)

Quarta-Feira, 16 de Janeiro de 2013
1ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29Jesus saiu da sinagoga e foi, com Tiago e João, para a casa de Simão e André. 30A sogra de Simão estava de cama, com febre, e eles logo contaram a Jesus. 31E ele se aproximou, segurou sua mão e ajudou-a a levantar-se. Então, a febre desapareceu; e ela começou a servi-los.
32À tarde, depois do pôr do sol, levaram a Jesus todos os doentes e os possuídos pelo demônio. 33A cidade inteira se reuniu em frente da casa. 34Jesus curou muitas pessoas de diversas doenças e expulsou muitos demônios. E não deixava que os demônios falassem, pois sabiam quem ele era.
35De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou e foi rezar num lugar deserto. 36Simão e seus companheiros foram à procura de Jesus. 37Quando o encontraram, disseram: “Todos estão te procurando”. 38Jesus respondeu: “Vamos a outros lugares, às aldeias da redondeza! Devo pregar também ali, pois foi para isso que eu vim”. 39E andava por toda a Galileia, pregando em suas sinagogas e expulsando os demônios.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O poder de Deus nos liberta de todo o mal

O Senhor Jesus, durante Seu ministério terreno, orou por muitas pessoas perturbadas por espíritos imundos. Muitas vezes, expulsou demônios de pessoas religiosas, frequentadoras das reuniões nas sinagogas, como aquela mulher que há dezoito anos sofria de paralisia. O espírito de enfermidade foi repreendido e a mulher tornou a andar de forma correta (cf. Lc 13,10-17).
O Evangelho de hoje, após a narrativa do chamado dos primeiros discípulos evangelistas, apresenta-nos esta narrativa da expulsão de um espírito impuro na sinagoga. É o início de uma série de conflitos de Jesus com o rígido sistema religioso judaico, com sua ideologia da superioridade de Israel e o desprezo aos demais povos. O conflito final se dará no confronto com as autoridades máximas no Templo de Jerusalém.
Na narrativa, há quatro menções ao ensinamento de Jesus. Com seu ensinamento novo, Jesus causa admiração por sua prática libertadora da doutrina legalista, elitista e excludente dos escribas, a qual se apossa dos fiéis como um espírito impuro. O Senhor, que a todos ensina por meio de Sua prática, toca os corações com Seu amor misericordioso e acolhedor, expulsando deles aquele espírito impuro e libertando-os. É a mudança que vem pela Palavra libertadora e que orienta para uma nova prática nas comunidades.
A libertação é uma necessidade da Igreja, pois todos os que buscam Deus estão à procura de um socorro, seja a cura de uma doença ou enfermidade, seja o livramento de um vício, de uma perturbação, medo, depressão, angústia ou de qualquer outro mal. Ao entrar em uma igreja, o necessitado precisa encontrar o alívio que veio buscar, ter um verdadeiro encontro com o Pai.
A beleza do lugar, a liturgia ou qualquer dos atributos da Igreja devem ser coisas a ser contempladas após a libertação. Só os verdadeiramente libertos podem louvar ao Senhor de todo o coração. Não se pode dizer: “Sirvo a um Deus vivo que liberta” e viver perturbado, tendo visões de vultos e a doença como uma constante na vida. É bom lembrar também, que todo aquele que busca a bênção de Deus deve crer que “Ele” existe (Hebreus 11,6), pois “tudo é possível ao que crê” (Mc 9,23); porém, a Igreja deve crer e aceitar a promessa do Senhor e buscar vivê-la.
A expulsão de demônios não é tão somente um ministério como alguns afirmam que seja. Trata-se, na verdade, do primeiro passo na obra de libertação, está incluso no “ide e pregai” (Mc 16,1). É uma ordem e não um pedido ou um ato facultativo a alguns que creem. É uma ordem taxativa. Ordem esta que é cumprida por todos aqueles que estão qualificados no critério “crê em mim”. Temos observado inúmeras pessoas que viviam doentes, tristes, depressivas, oprimidas, serem libertas após a oração da fé.
Os espíritos malignos convulsionam, caem por terra, são dominados e finalmente expulsos em Nome do Senhor Jesus Cristo. O poder de Deus está onde há pessoas que creem, os demônios se manifestam diante do poder do Nome de Jesus. Muitas vezes, mesmo antes da chamada “oração forte” feita com fé e em Nome de Jesus, a libertação é necessária, porque é certo que os males proveem de espíritos malignos, portanto, expulsos os demônios, o homem pode caminhar para grandes e poderosas bênçãos de Deus, o nosso Pai.
Padre Bantu Mendonça

Evangelho (Marcos 1,21b-28)

Terça-Feira, 15 de Janeiro de 2013
1ª Semana Comum


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo +… segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

21bEstando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. 22Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei.
23Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 24“Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus”. 25Jesus o intimou: “Cala-te e sai dele”!
26Então o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. 27E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: “Que é isso? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!” 28E a fama de Jesus logo se espalhou por toda parte, em toda a região da Galileia.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

domingo, 13 de janeiro de 2013

Evangelho (Lucas 3,15-16.21-22)

Domingo, 13 de Janeiro de 2013
Batismo do Senhor


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 15o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”.
21Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu 22e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.



- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Dom Orani explica como estão os preparativos para a JMJ


A Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 já conta com mais de sessenta mil voluntários inscritos, dos quais cerca de três mil já estão trabalhando na organização do evento. Com o início do novo ano, diariamente, muitos continuam a chegar ao Rio de Janeiro para colaborar nos preparativos da JMJ.

O arcebispo da Arquidiocese do Rio de janeiro, Dom Orani João Tempesta, em entrevista ao jornal do Vaticano L’Osservatore Romano, aconselhou que as inscrições para o evento sejam feitas o mais rápido possível, a fim de organizar melhor o acolhimento de todos os peregrinos.

Sobre a área de Guaratiba, local designado para as celebrações conclusivas da JMJ, o arcebispo disse que foi uma escolha desde o início e que apesar das dificuldades de logística, insistiram para que alguns dos principais eventos fossem realizados naquela região. Guaratiba vai dividir a atenção do mundo com a famosa praia de Copacabana onde também aconteceram alguns do atos centrais da JMJ.

Quanto aos preparativos para a Jornada, Dom Orani considerou já estarem em reta final. “A recente visita de uma delegação do Vaticano ao Rio reforçou ulteriormente toda a programação da JMJ Rio 2013,” reforçou.

Para a acolhida dos peregrinos,o arcebispo explicou que estão previstas três modalidades diferentes: hotéis, as residências e em outros tipos de alojamento, como escolas e universidades.

Membros do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, estão nestes dias em Roma para encontros com organismos vaticanos ligados a esse evento. O objetivo da visita é organizar, junto ao Vaticano, a chegada do Santo Padre ao Rio de Janeiro, assim como, todos os eventos que serão conduzidos pelo COL durante a Jornada.

Fonte: Canção Nova

Evangelho (Lucas 5,12-16)

Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2013
Sexta-feira depois da Epifania


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

12Aconteceu que Jesus estava numa cidade, e havia aí um homem leproso. Vendo Jesus, o homem caiu a seus pés, e pediu: “Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar”. 13Jesus estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero, fica purificado”. E imediatamente, a lepra o deixou. 14E Jesus recomendou-lhe: “Não digas nada a ninguém. Vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela purificação o prescrito por Moisés como prova de tua cura”. 15Não obstante, sua fama ia crescendo, e numerosas multidões acorriam para ouvi-lo e serem curadas de suas enfermidades. 16Ele, porém, se retirava para lugares solitários e se entregava à oração.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Evangelho (Lucas 4,14-22a)

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2013
Quinta-feira depois da Epifania


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza. 15Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam. 16E veio à cidade de Nazaré onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado e levantou-se para fazer a leitura.
17Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 18“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos 19e para proclamar um ano da graça do Senhor”.
20Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. 21Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.
22aTodos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Evangelho (Marcos 6,45-52)

Quarta-Feira, 9 de Janeiro de 2013
Quarta-feira depois da Epifania


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.
47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.
49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Momento de Louvor

Dia: 11 de Fevereiro de 2013. Momento de Louvor na residência da Sra. Detinha de João de Guilerme, às 19:00h na comunidade Paracatu-Simão Dias/SE.

Por que não consigo rezar mais?



Terça, 08 de janeiro de 2013
Por que não consigo rezar mais?

Aprendi com o Monsenhor Jonas Abib que nossa vida de oração é uma escola contínua, prática e possui aquela exigência própria dos exercícios espirituais quando dispensam a experiência dos sentidos.
Por isso, quem deseja rezar mais e melhor deve usar mais a razão do que o coração, precisa dispensar arrepios e sensações, e aceitar que quanto menos rezamos, menos vontade de rezar existe.
Estas e outras pistas tão concretas continuam sendo minha bússola quando imagino que já aprendi alguma coisa sobre a oração e me perco.
Talvez ajuste sua vida de oração também!
Se é o seu caso, saiba também que mais se cresce na oração quando se reza sem depender da vontade de rezar!
Parece o mundo do contrário, mas é o da coerência, viu?


Seu irmão,
Ricardo Sá

Terço dos Homens

Todas às segundas-feiras, às 19:00h na Igreja do Povoado Brinquinho.

Festa de Raso do Saco

Dia: 09 de Fevereiro de 2013. Iremos participar da Festa de Raso do Saco-Paripiranga/BA. Participe conosco!

Evangelho (Marcos 6,34-44)

Terça-Feira, 8 de Janeiro de 2013
Terça-feira depois da Epifania


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 34Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas. 35Quando estava ficando tarde, os discípulos chegaram perto de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e já é tarde. 36Despede o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar alguma coisa para comer”. 37Mas Jesus respondeu: “Dai-lhes vós mesmos de comer”. Os discípulos perguntaram: “Queres que gastemos duzentos denários para comprar pão e dar-lhes de comer?” 38Jesus perguntou: “Quantos pães tendes? Ide ver”. Eles foram e responderam: “Cinco pães e dois peixes”. 39Então Jesus mandou que todos se sentassem na grama verde, formando grupos. 40E todos se sentaram, formando grupos de cem e de cinquenta pessoas. 41Depois Jesus pegou os cinco pães e dois peixes, ergueu os olhos para o céu, pronunciou a bênção, partiu os pães e ia dando aos discípulos, para que os distribuíssem. Dividiu entre todos também os dois peixes. 42Todos comeram, ficaram satisfeitos, 43e recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e também dos peixes. 44O número dos que comeram os pães era de cinco mil homens.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Formações


Imagem de Destaque

Como encontrar o amor maior?

O que é ser a pessoa certa? “Certa” não é perfeita. “Certa” é ser gente, ser pessoa humana. Ama a si mesma, acredita em si e, melhor ainda, percebe-se amada pelo Amor, que é Deus.

"Temer o amor é temer a vida e os que temem a vida já estão meio mortos." (Bertrand Russell)

Se você acessou este artigo e pensou que encontraria os "10 passos para encontrar o amor da sua vida", que em 3 dias este amor apareceria ou alguma fórmula do amor (A+B= amor), eu lhe peço: pare por aqui, porque o amor não improvisa nem é macarrão instantâneo que, em 3 minutos, está pronto para ser devorado.

Amor é aventura, amor é desafio, amor é para corajosos!

Pense comigo: No mundo há, aproximadamente, 7 bilhões de pessoas, e uma delas é a pessoa que Deus pensou para você. Esta pessoa está dentro de uma área de 510,3 milhões de Km² em algum dos 5 continentes, trabalhando, estudando ou até dormindo em algum dos 195 países. A você cabe a simples tarefa de “encontrá-la”.

Parece até algum daqueles filmes como 'Indiana Jones e os caçadores da Arca Perdida' ou 'Indiana Jones e a Última Cruzada', não é? Sim, estamos sempre à procura, porém, o que quero deixar para você é: “Não se perca na busca”.

Acredito que, antes de encontrar a pessoa certa, é preciso tornar-se a pessoa certa. Torne-se a pessoa que Deus o chama a ser. Descubra-se como alguém ciente de que preenchimento e plenitude só se encontram no Senhor. Não espere que outra pessoa o complete. Deixe que Deus faça isso.

Há muita gente mais ou menos por aí. Não que elas sejam mais ou menos, mas se comportam como tal. Há pessoas que pensam assim: “Já que a mulher de minha vida é minha 'cara-metade', serei metade até que a encontre; quando a encontrar, todos os meus problemas estarão resolvidos”. Gente mais ou menos é assim.
Quando esse cara encontrar a garota, não será o começo de um relacionamento, mas o início de uma dependência e prisão de carências. Ninguém merece ter, nas costas, o peso de ser “a solução de problemas”, não é?

O que é ser a pessoa certa? “Certa” não é perfeita. “Certa” é ser gente, ser pessoa humana. Ama a si mesma, acredita em si e, melhor ainda, percebe-se amada pelo Amor, que é Deus.
 
Se você começou a ler este artigo e queria saber se a pessoa, que hoje você namora, é “certa” para você, a primeira pergunta que precisa ser respondida é: Sou a pessoa certa?

Uma vez respondida esta pergunta, podemos ir para a segunda. Esta pessoa é certa para mim?

Agora, pedirei ajuda às cartas de Paulo. “(O amor) Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (I Cor 13,7).

Sabe aquelas experiências de química que você precisa submeter determinado experimento a algumas condições, como temperatura, pressão e tal? Faça isso agora com o “amor” que você tem ao seu lado. As condições foram dadas por Paulo:

Se é amor, tudo desculpa. Reconhecer a culpa quanto ela é real, mas tirá-la, pois quem ama perdoa.

Se é amor, tudo crê. Não dá para "levar" um namoro quando há desconfiança. É só desgaste.

Se é amor, tudo “espera”. Nem preciso falar que o verdadeiro amor espera. Então, castidade é o parâmetro para um namoro bacana.

Se é amor, tudo “suporta”. Namorar é fazer bem. Namoro é lugar de viver e também de morrer; nunca de matar. Se, ao submeter seu amor à prova destas condições, ele aguentar, posso lhe garantir que você tem, ao seu lado, um grande amor.

Não tenha medo de fazer isso, porque "somente quando o amor é colocado à prova que ele mostra seu verdadeiro valor". (João Paulo II)

Se a dúvida ainda bater à porta e você ainda duvidar que está com a pessoa certa, o Papa João Paulo II responde assim: “Quanto maior o sentimento de responsabilidade pela pessoa amada, mais verdadeiro é o amor”.

Como eu disse no começo do texto, para amar não existe receita pronta, mas indícios de um bom caminho a trilhar. Está afim?

Adriano Gonçalves 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=13050

Reze pelas intenções do Papa neste mês de janeiro

Kelen Galvan
Da Redação


Bento XVI reza para que neste Ano da Fé os cristãos conheçam melhor a Cristo
Neste primeiro mês de 2013, o Papa Bento XVI pede orações para que os cristãos conheçam a Cristo e aprofundem sua fé, e faz um pedido especial em prol dos que vivem no Oriente Médio.

Como intenção geral, o Santo Padre reza "para que, neste Ano da Fé, os cristãos aprofundem o conhecimento do mistério de Cristo e testemunhem a própria fé com alegria".

Acesse
.: Todas as notícias sobre o Ano da Fé


E na intenção missionária, Bento XVI roga "para que as comunidades do Oriente Médio recebam, do Espírito Santo, a força da fidelidade e da perseverança, particularmente quando são discriminadas".

Todos os meses o Santo Padre confia suas intenções ao Apostolado da Oração, uma iniciativa que é seguida por milhões de pessoas em todo mundo.

Leia mais
.: 2013: padre orienta fiéis para o encontro com a Palavra de Deus
.: Relembre as principais ações do Papa Bento XVI em 2012
.: O homem é feito para a paz, destaca Papa em mensagem 

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=288233

Evangelho (João 1,35-42)

Sexta-Feira, 4 de Janeiro de 2013
Antes da Epifania


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo +… segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 35João estava de novo com dois de seus discípulos 36e, vendo Jesus passar, disse: “Eis o Cordeiro de Deus!” 37Ouvindo essas palavras, os dois discípulos seguiram Jesus. 38Voltando-se para eles e vendo que o estavam seguindo, Jesus perguntou: “Que estais procurando?” Eles disseram: “Rabi (que quer dizer: Mestre), onde moras?” 39Jesus respondeu: “Vinde ver”. Foram pois ver onde ele morava e, nesse dia, permaneceram com ele. Era por volta das quatro da tarde. 40André, irmão de Simão Pe­dro, era um dos dois que ouviram as palavras de João e seguiram Jesus. 41Ele foi logo encontrar seu irmão Simão e lhe disse: “Encontramos o Messias (que quer dizer: Cristo)”. 42Então André conduziu Simão a Jesus. Jesus olhou bem para ele e disse: “Tu és Simão, filho de João; tu serás chamado Cefas” (que quer dizer: Pedra).

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Terço dos Homens

Hoje, dia: 1º de Janeiro de 2013, às 19:00h. Terço dos Homens na residência de Paulo do Coral no Povoado Barnabé-Simão Dias/SE. Sairá ônibus da praça do Povoado Brinquinho, às 18:30h. Valor da passagem: R$ 2,00. Participe conosco!

Mensagem do dia


Terça-Feira, 01 de janeiro 2013
A graça de recomeçar tudo de novo Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida, portanto, é dia de começar tudo de novo. É mais um dia que Deus me concede para viver bem todas as coisas!

Vou vivê-lo na certeza de que o Senhor vem e eu vou ter um encontro pessoal com Ele. Que a sua vinda gloriosa possa me encontrar bem preparado para este encontro.

A cada novo dia estou mais perto do encontro pessoal com o Senhor, por isso, preciso estar mais preparado.

Hoje o Senhor me concede a graça de recomeçar tudo de novo, de buscar fazer todas as coisas como se fosse a última vez, de maneira que preciso fazer tudo muito bem!

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Evangelho (Lucas 2,16-21)

Terça-Feira, 1 de Janeiro de 2013
Solenidade da Santa Mãe de Deus


A- A+


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 16os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura.
17Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino. 18E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam.
19Quanto a Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração.
20Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham visto e ouvido, conforme lhes tinha sido dito. 21Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/ 

VOXPATRIS FM